fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Vídeo: cadela é acorrentada em residência e morre com fome e sede

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da Redação
[email protected]

Uma cadela morreu após ser vítima de maus-tratos em uma residência na Rua 4 da Granja do Torto. O animal veio a óbito por falta de alimento e água, nesta segunda-feira (29). O ex-proprietário do imóvel, o servidor público, Antônio Ribamar Aguiar de Castro se mudou e deixou o animal na casa.

A denúncia de maus tratos teria sido feita por vizinhos. O suspeito de cometer o crime já responde outros processos judiciais e tem passagens pela polícia. Numa outra vez, os vizinhos chamaram a Delegacia Especial de Proteção ao Meio Ambiente, quando perceberam o abandono do animal. Na época, a cadela foi recolhida do local e o homem autuado, mas como Brasília não tem um centro para receber animais mal-tratados, a posse da cadelinha continuou com o dono e passado alguns dias o homem continuou maltratando o animal.

Antônio Ribamar Aguiar de Castro, 59 anos, servidor público, é o dono da cadela. Foto: Divulgação

Moradores da região relataram que o local chegou a ficar cheio de fezes e urina, e por este motivo, cheirava mal. No relato da vizinhança também foi registrado que a cadela estava com sede e fome, e que eles chegaram a jogar alimentos e água por cima do muro, algumas vezes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ainda conforme o relato dos moradores da região, após a denúncia de abandono, Antônio de Castro amarrou com correntes a cadela em uma casa e ela não conseguia mais se alimentar.

A polícia esteve na residência, mas não pode invadir a casa sem o mandado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade