Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Vídeo: ação da Black Friday em shopping de Águas Claras causa polêmica

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

João Paulo Mariano 
redacao@grupojbr.com

Uma ação de marketing para promover a Black Friday, que ocorre nesta sexta-feira (23), causou desconforto aos que passavam por Águas Claras devido ao cunho racista. Em um vídeo divulgado nas redes sociais, é possível ver duas mulheres com rostos pintados de preto e uma peruca que imita o cabelo crespo. Segundo testemunhas, a ação, que caracteriza blackface, foi feita pelo Águas Claras Shopping entre o fim da manhã e o início da tarde desta quinta-feira (22).

A estudante Ísis Bernardes, 22, recebeu a imagem e, como mora em Águas Claras, foi conferir a situação. A mãe, que é advogada, a acompanhou. Ela se indignou com o que viu. “Senti uma revolta grande porque é muito triste. Não me sinto representada em novelas ou nas propagandas dos shoppings, mas na hora de fazer blackface lembram da gente”, afirma a jovem, que se diz orgulhosa por ser uma mulher negra.

A jovem afirma que sua chateação não é com as pessoas que estavam na ação trabalhando, até porque elas apenas cumpririam ordens e estavam ali para trabalhar.  Para Ísis, o problema foi quem pensou que essa seria uma forma adequada de fazer a propaganda. “Será que não tinha uma pessoa que sabia que aquela atitude era racista?”, indaga.

Outra jovem publicou nas redes sociais que alertou a uma das trabalhadoras sobre o cunho racista da ação. A trabalhadora teria respondido que  avisou aos superiores que a ação poderia ser preconceituosa, mas ninguém a teria ouvido. Nas redes sociais do shopping, várias pessoas comentaram sobre o cunho racista da propaganda.

Denúncia

Quando chegou ao shopping, Ísis Bernardes e a mãe procuraram a responsável pelo marketing do shopping e pela propaganda. A resposta recebida foi de que não houve a intenção de ser racista. Porém, a jovem fez contato com a Delegacia Especial de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial (Decrin) e pretende fazer uma denúncia.

Procurado pelo Jornal de Brasília,  o Águas Claras Shopping enviou nota à redação:

“Informamos que a ação realizada era uma estratégia de divulgação de um evento Black. A partir do momento que percebemos que a ideia transmitida foi contrária da planejada, a cancelamos imediatamente.
A todos que se sentiram ofendidos com a ação, pedimos desculpas e reiteramos que em nenhum momento a ideia teve cunho ofensivo.”

Blackface e o preconceito racial

O blackface era um costume difundido no teatro durante o século IXX, em várias partes do mundo e, em especial, nos Estados Unidos. Como os negros não podiam participar das peças, pessoas brancas representavam esses papéis, porém a forma era sempre caricata, tanto na caracterização – com rosto pintado de preto, peruca de cabelo crespo e boca vermelha – quanto na performance – os negros, em geral, eram pessoas de caráter duvidoso.

A polêmica em Águas Claras ocorre na mesma semana em que se lembrou do Dia da Consciência Negra, na última terça-feira (20).


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade