fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Veja dicas de como evitar o contágio por coronavírus em shoppings do DF

Especialista relembra cuidados básicos para empresas, lojas, funcionários e clientes. Shoppings da capital reabrem nesta quarta (27)

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Os shoppings do Distrito Federal já estão autorizados a reabrir, mesmo com as praças de alimentação, cinemas e teatros ainda fechados e com horários restritos (veja no final da matéria). Caso seja necessário ir a um deles, é necessário estar usando máscara. Mas além do que é necessário, é fundamental que todos tomem medidas de precaução para evitar o contágio pelo novo coronavírus.

Para os que irão retornar ao trabalho nesta quarta-feira (27), toda preocupação é necessária. Tanto da parte da empresa, quanto do próprio funcionário com ele mesmo. “Estar ciente dos riscos e das ações higiênicas necessárias, fazem parte da autonomia das pessoas em cuidar da sua própria saúde”, conta o presidente da Aliança para a Saúde Populacional (Asap), Ricardo Ramos.

“Cada um de nós deve ter sua máscara descartável ou reutilizável, seu álcool gel e a atenção de não levar as mãos ao rosto, sempre as lavando ao entrar ou sair de estabelecimentos. Em casa, atenção para uma higiene adequada ao entrar, colocando as roupas para lavar sem que fique encostando em outras partes da casa e tomando banho bastante cuidadoso”, explica Ramos.

Para empresas

As recomendações que devem ser tomadas de parte das empresas são conhecidas. Porém, devem ser realizadas obrigatoriamente, pois, mesmo que minimize o contágio, não existem garantias totais de que as transmissões deixarão de ocorrer. Desta forma, são necessários:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Testes rápidos, medida de temperatura ao entrar na empresa, limpeza de portas e maçanetas com maior frequência, álcool gel espalhado para uso frequente (no caso de lojas, deve ser usado na entrada e na saída do estabelecimento), uso de máscaras (obrigatório inclusive para clientes de comércio), espaçamento entre as pessoas e até rotatividade de pessoas ao longo do dia ou da semana (parte da equipe em home office em forma de rodízio até que as rotinas se acertem), fazem parte de ações que visam ampliar a garantia de funcionários e clientes”, finaliza Ramos.

Horários

Foram definidos horários específicos para os shoppings poderem funcionar. Veja:

Funcionarão com restrições das 9h às 17h: Serviços em geral; Indústrias extrativas e de transformação; Construção civil; Atividades gráficas, financeiras, seguros, jurídicas, de contabilidade e de auditoria, de consultoria e de gestão empresarial; Atividades imobiliárias, de arquitetura e de engenharia; Atividades de publicidade e comunicação; Agências de viagem; Lotéricas; Comércio da construção civil, ferragens, madeireiras, serralheiras, pinturas e afins; Bancas de jornais e revistas.
Funcionarão com restrições das 11h às 19h: Comércio varejista em geral; Lavanderias, tinturarias e toalheiros; Comércio de combustíveis e lubrificantes (exceto postos); Oficinas, mecânicas, lanternagem, pintura e afins; Floriculturas; Setor moveleiro e eletroeletrônico; Óticas; Calçados, roupas, corte e costura; Lojas de extintores; Artigos esportivos.

Funcionarão com restrições das 13h às 21h: Shoppings centers e centros comerciais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Relembre, ainda, o que pode ou não funcionar em todo o Distrito Federal:

Funcionam sem restrições: Clínicas médicas, odontológicas e veterinárias; Laboratórios; Farmácias; Supermercados; Minimercados; Mercearias; Lojas de produtos naturais; Comércio de hortifrutigranjeiros; Padarias; Fábricas e lojas de panificados; Açougues; Peixaria; Postos de combustíveis e lojas de conveniência; Comércio atacadista.

Não podem funcionar: Eventos, de qualquer natureza, que exijam licença do poder público; Cinemas e teatros; Aulas em todas as escolas, universidades e faculdades; Creches; Academias; Clubes; Campeonatos em geral; Museus, zoológico, parques ecológicos, recreativos, urbanos e vivenciais; Boates e casas noturnas; Salões de beleza, barbearias, esmalterias e centros estéticos; Quiosques, food trucks e trailers; Comércio ambulante.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade