Siga o Jornal de Brasília

Cidades

UniCEUB atende mulheres vítimas de violência gratuitamente

Mulheres que quiserem se informar sobre os temas também podem requerer assistência. Os atendimentos são feitos na DEAM de forma gratuita

feminicídio

Da redação
[email protected]

Em parceria com a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM), o UniCEUB realiza o Provid, atendimento psicológico e jurídico para mulheres vítimas de violência. O serviço é gratuito, sem necessidade de agendamento prévio. O atendimento é feito por mulheres e ocorre às segundas-feiras e funciona na sede da DEAM.

O projeto funciona como extensão dos cursos de Psicologia e Direito da universidade. Alunas prestam consultoria individual às mulheres, dividida em três modalidades. São elas:

  • Orientação jurídica: promove esclarecimentos sobre como funciona os registros de ocorrência, o andamento processual, a Lei Maria da Penha, questões cíveis relacionadas com o conflito e os direitos das mulheres;
  • Assistência psicológica: oferece apoio e o acolhimento às vítimas, familiares e o autor;
  • Grupo de empoderamento: proporciona espaço de diálogo, discussão e soluções para as situações de violência doméstica.

As alunas têm supervisão e orientação das professoras Camilla de Magalhães Gomes e Fernanda Demarchi Matielo, do curso de Direito, e Camila de Aquino Morais, do curso de Psicologia.

Feminicídio

Os casos de feminicídio vêm aumentando em Brasília e no Brasil. No DF, 13 mulheres já foram mortas esse ano e mais de cinco mil registraram ocorrência — a maioria delas envolvendo casos de violência doméstica.

Maria da Penha

Instituída em agosto de 2006, a Lei Maria da Penha diz quais ações se configuram como violência doméstica. Além disso, cria medidas de prevenção e proteção às mulheres, bem como estabelece direitos para as mulheres em situação de violência doméstica. O descumprimento dessas medidas protetivas é crime.

As violências previstas na lei são física, psicológica, patrimonial, sexual e moral.

Você pode gostar
Publicidade