fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

União por empresas e negócios bem mais modernos

Convênio entre o Senai e a Fundação de Apoio à Pesquisa cria a Iniciativa DF+, que presta consultoria a empreendedores para que aumentem a produtividade

Pedro Marra

Publicado

em

PUBLICIDADE

Programa oferece consultorias

DF+ reforça inovação e modernização para o setor produtivo, com foco em eficiência e produção

Inovar e modernizar o setor produtivo. Esse é o principal objetivo do convênio entre o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Distrito Federal (Senai-DF) e a Fundação de Apoio à Pesquisa do DF (FAP-DF), com apoio da Secretaria de Ciência e Tecnologia e Inovação do governo do Distrito Federal (Secti-DF). As empresas recebem consultorias que aumentem a produtividade, a eficiência e a inovação, e com isso, favorecer a transição para os preceitos da indústria 4.0, modelo de produção que engloba tecnologias para automação e sistemas com uso de dados.

A iniciativa DF+ se desdobra em três programas: o DF + Produtivo, o DF + Avançado e o DF + Eficiente. Os três têm o objetivo de aumentar a produtividade das empresas prestando a consultoria. A metodologia é a do Programa Brasil Mais Produtivo, do governo federal, e consiste em intervenções rápidas, de baixo custo e de alto impacto. A meta consiste no atendimento de 400 empresas em dois anos.

O foco dos programas está na melhoria de práticas manufatureiras. O objetivo é obter ganhos expressivos de produtividade, por meio do desenvolvimento e da aplicação de ferramentas e soluções tecnológicas de monitoramento da eficiência no processo produtivo, além de difundir a cultura de aperfeiçoamento contínuo no processo fabril das empresas locais.

Voltado ao ganho de produtividade, o foco do DF+ Produtivo é a redução de desperdícios como atividades sequenciais desnecessárias, estoque excessivo, má utilização do capital humano e tempo de espera em vão. Cada consultoria levará, em média, de três a quatro meses. A meta é que as empresas tenham aumento de no mínimo 20% de produtividade após a intervenção do Senai-DF.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo a gerente de serviços de inovação e tecnologia do Senai-DF, Alessandra Machado, esse atendimento do programa DF+ visa garantir o aumento de produtividade. “O que se preconiza para qualquer empresa no chão de fábrica são as intervenções por meio de uma filosofia da manufatura enxuta, ou seja, produzir mais com mais eficiência e diminuindo os desperdícios que não agregam”, comenta.

Processo produtivo

O DF + Avançado começa a trabalhar a primeira fase da indústria 4.0, com monitoramento do pro cesso produtivo em tempo real, por meio de sensoriamento e conectividade. Tem como pré-requisito a implantação da Manufatura Enxuta. Assim como nos outros programas, a adesão é gratuita, porém, nesse caso, há a necessidade do investimento em software e hardware. A meta é que as empresas tenham aumento de no mínimo 10% de produtividade após a intervenção do Senai-DF.

Alessandra Machado, gerente de Serviços de Tecnologia e Inovação do Senai-DF. Essa
foto : Moacir Evangelista/Sistema Fibra.

Para a gerente Alessandra, “as empresas carecem de informações. No DF+ Avançado, por meio e intervenções de ferramentas de sensoriamento e conectividade, conseguimos que essas empresas, por meio de processo produtivo, tenham os dados em tempo real tomar as providências necessárias”, explica.

O Senai-DF realiza consultoria verificando se a aplicação e o desenvolvimento anterior da manufatura enxuta ainda está ocorrendo na empresa, preparação para a implantação do digitalização e conectividade, monitoramento dos dados com priorização das ações e definição das ferramentas e propostas de intervenção.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O tempo de atendimento é de 160 horas por empresa. A adesão é gratuita, mas há a contrapartida de aquisição do software (licença de 1 ano) e hardware, estimados em R$ 8.000,00.

Foco no baixo consumo de energia

O DF+ Eficiente tem como objeto a efetividade energética. Por meio dessa consultoria, serão feitas a análise e intervenções com foco na redução do consumo de energia da empresa. A meta é que as empresas tenham redução de no mínimo 10% no consumo de energia após a intervenção do Senai-DF. “O foco é diminuir os custos de energia de energia elétrica para qualquer empresa”, diz Alessandra Machado, do Senai-DF.

O foco é dado a equipamentos, máquinas, insumos energéticos ou processos identificados com maior potencial de redução de custo e de consumo de energia em curto e médio prazo.

Paralelamente, é realizada uma análise tarifária para verificação de possibilidade de ajuste no perfil consumidor e melhor enquadramento para redução de custos. O tempo de atendimento é de 140 horas por empresa e a adesão é gratuita.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade