fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Tribunal de Contas suspende licitação que pretende expandir metrô para Samambaia

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

João Paulo Mariano 
redacao@grupojbr.com

As obras de expansão da linha 1 do Metrô-DF, que beneficiaria a região de Samambaia, devem demorar mais do que o programado. Nesta terça-feira (20), o plenário do Tribunal de Contas do DF (TCDF) decidiu pela suspensão cautelar da licitação, até que algumas questões sejam revistas. O Metrô afirmou que vai recorrer da decisão.

A abertura do processo licitatório iria ocorrer na manhã desta quarta (20), mas foi impedida pelo TCDF. Para chegar ao resultado, a Corte analisou a representação de duas empresas e o voto do relator do processo, Paiva Martins. O conselheiro alega que é necessário que haja comprovação da capacidade técnica e econômica das empresas concorrentes, uma vez que a obra é de grande porte.

O conselheiro entendeu que é preciso que seja pedido a previsão da execução total da obra feita por uma única empresa. A finalidade é impedir a divisão da licitação em lotes ou itens, porque o empreendimento poderia ser onerado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em nota, o Metrô-DF afirmou que vai recorrer da decisão o mais rápido possível para que a licitação continue.

A obra

A expansão é esperada há bastante tempo e foi anunciada pelo Governador Rodrigo Rollemberg (PSB) em setembro deste ano. O projeto, orçado em R$ 123 milhões, visa a construção de duas novas estações da cidade de Samambaia. As obras devem começar no início de 2019 e a previsão de término é em até quatro anos.

Na época, o governo estimou que, quando as estações estiverem em uso, haverá um aumento de cerca de dez mil usuários por dia e menos três mil carros nas ruas de Brasília. A intenção é construir 3,6 km de via, as duas estações (nas quadras 111 e 117), uma subestação de energia, além de estruturas que viabilizem todo o funcionamento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade