fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Testagem rápida para covid-19 é interrompida no DF

A interrupção é resultado de ações movidas pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e decisões judiciais

Aline Rocha

Publicado

em

Foto: Vítor Mendonça/Jornal de Brasilia
PUBLICIDADE

Na tarde desta quarta-feira (15) a Secretaria de Saúde do Distrito Federal informou a suspensão da testagem rápida para covid-19, tanto nas unidades básicas de saúde quanto nos pontos de drive-thru espalhados pelo Distrito Federal (DF). A interrupção é resultado de ações movidas pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e decisões judiciais. 

A Justiça suspendeu a compra de 1 milhão de unidades, que estava em andamento para dar continuidade na testagem nas UBSs, interrompeu um processo de contratação de 100 mil testes na modalidade drive-thru e ainda suspendeu o pagamento dos testes que já foram aplicados na população, todos aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Por meio de nota, a secretaria de saúde afirmou que “houve variação no valor dos testes no momento de cada compra em função da demanda provocada pela pandemia em todo o mundo”. “A distribuição dos 300 mil testes doados recentemente pela Receita Federal para o DF depende de análise de qualidade e eles só poderão ser aplicados nas UBSs e hospitais, uma vez que dependem de centrifugação de amostra sanguínea, porque são recomendados para soro ou plasma, identificando apenas o anticorpo IgM”.

A análise já foi concluída no Laboratório Central do DF (Lacen) e está em fase final de avaliação no Instituto Nacional de Controle de Qualidade da Saúde (INCQS), órgão da Fiocruz, no Rio de Janeiro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade