Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Tema da CASACOR Brasília 2019 traz 45 ambientes nesta edição

Projeto com assinatura de Oscar Niemeyer e Planeta Casa, tema da mostra este ano, inspiram os 45 ambientes desta 28ª edição

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A Casa da Manchete, projeto com assinatura de Oscar Niemeyer, no Setor de Indústrias Gráficas (SIG), volta a receber de 6 de setembro a 22 de outubro, a CASACOR Brasília, reconhecida como a maior e mais completa mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas na cidade. Esta 28ª edição conta com 45 ambientes distribuídos em 8 mil metros quadrados de área construída inspirados no tema da CASACOR deste ano: Planeta Casa.

Espaços inovadores que aliam afetividade, sustentabilidade e tecnologia, e apresentam novidades em mobiliário, objetos, revestimentos, cores e texturas. Tendências do segmento de arquitetura, decoração, design e paisagismo apresentadas por 69 profissionais. O tema Planeta Casa, que rege as edições realizadas em 18 cidades brasileiras, quatro países da América do Sul e um da América do Norte, foi baseado na tendência de cada casa se tornar o universo particular do indivíduo. É na nossa casa que podemos expressar, de forma natural e genuína, nossa afetividade e nossa conexão com o outro. E, a partir dela, demonstrar atitudes afetivas para com a comunidade que nos rodeia.

“É pensar de dentro para fora, começando pela nossa individualidade e pelo nosso propósito como ser humano. Somente assim será possível enxergar o outro como um elo no cuidado com o mundo”, explica Lívia Pedreira, superintendente da CASACOR.

Para as franqueadas da CASACOR Brasília, Eliane Martins, Moema Leão e Sheila de Podestá, também começa pela nossa casa o movimento por mudanças para a busca de um mundo mais sustentável. Segundo as empresárias, as transformações devem ter início por onde vivemos e o tema Planeta Casa compartilha a ideia de usar a tecnologia de maneira sustentável. E foi essa preocupação em olhar, com empatia e responsabilidade, como grandes eventos afetam o meio ambiente, que levou a criação este ano de um selo de sustentabilidade pela CASACOR Brasília, oferecido aos ambientes que se adequarem às práticas sustentáveis ditadas pela mostra.

Como mais do que nunca a sustentabilidade precisa ganhar o espaço que merece, um programa de destinação de resíduos sob a administração da empresa Novo Rio Ambiental é outra novidade nessa 28ª edição. Rumo a jornada lixo zero, o objetivo da organização da CASACOR Brasília é promover mudanças comportamentais e culturais, segregação e destinação dos resíduos, economia circular e coleta e destinação ambientalmente adequada.

Em meio as inspiradoras curvas de Niemeyer à Casa da Manchete, criadas na década de 1970, ambientes com inovações em materiais, soluções em iluminação, automação, cores e tecnologia. “E quando se fala de tecnologia, não estamos nos referindo apenas ao high-tech propriamente dito, mas sim encontrar em elementos simples e até primitivos as ferramentas tecnológicas. Temos visto diversos designers e profissionais do segmento trabalhando com materiais inusitados para alcançar efeitos tecnológicos”, observa Cristina Bava, redatora-chefe da CASACOR.

São 45 espaços. Living, estúdio, varanda, banhos, jardins, lavabo, garagem, lounge, cozinha, quarto, loft, além de espaços corporativos e comerciais (banheiros públicos, loja, restaurante, lounge bar, chocolateria, café e brinquedoteca). Ambientes que fizeram uso de elementos e materiais sustentáveis e naturais (madeira, palha e bambu), mobiliário autoral ou de grandes nomes do design nacional. E também de conceitos atuais como Wabi Sabi, que propaga a beleza do imperfeito.

 

1 – Fachada Profissional:

Choque Arquitetura e Design

A tradição da arquitetura modernista brasiliense e os seus elementos que traduzem poder e monumentalidade inspiraram o projeto idealizado pelo escritório Choque Arquitetura e Design para a fachada da CASACOR 2019. Em sua terceira participação na mostra, a dupla Dimitri Lociks, designer, e Simone Turíbio, arquiteta, utilizou para a área externa elementos como o vidro e placas de porcelanato. Para o cartão de visita da CASACOR Brasília, os profissionais criaram também várias aberturas para a passagem de luz natural.

2- Bilheteria:

Choque Arquitetura e Design

Os elementos característicos da arquitetura de Brasília, o uso de plantas no ambiente e aberturas para passagem de luz a fim de tornar a experiência do visitante mais agradável – dentro do conceito da Biofilia – foram ponto de partida para a bilheteria. A dupla Dimitri Lociks (designer) e Simone Turíbio (arquiteta) assina ainda, outros dois ambientes na mostra deste ano e para este faz uso de novos revestimentos (porcelanatos e corian) e de iluminação automatizada interativa baseada no movimento das pessoas. Vidro reflexivo, aço, xps, carpetes de madeira e perfis de alumínio são utilizados na área de 90m². O teto, cênico, é formado com peças em madeira.

Foto: Jomar Bragança/CASACOR

 

O Jornal de Brasília apresentará os 45 ambientes em uma série de postagens. Acompanhe!


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade