fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Sistema de Telemetria chega no Lago Norte 

A cidade é a primeira a receber o equipamento que é instalado junto ao hidrômetro das residências. Serviço é realizado por equipe contratada 

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da Redação
redacao@grupojbr.com

Nesta semana a Caesb está instalando um equipamento junto ao hidrômetro das casas das quadras QI e QL 1 a 16 do Lago Norte. A medida faz parte da implantação do projeto de telemetria do consumo de água no Distrito Federal. O serviço é realizado por equipe contratada, cujos empregados estão devidamente uniformizados e identificados com crachás. Os clientes estão sendo avisados previamente da instalação por meio de comunicado entregue em cada residência.

Em caso de dúvida, os moradores devem fazer contato com a Central de Atendimento ao Cliente pelo telefone 115, Agência Virtual, disponível no portal www.caesb.df.gov.br, ou Unidades de Atendimento Presencial.

De acordo com a Caesb, o equipamento não interfere na medição de água convencional, respeitando a legislação no tocante à privacidade e sigilo de dados. O aparelho transmite os dados de consumo de água para a Caesb por sistema de telemetria, que consiste de um dispositivo eletrônico que lê o consumo do hidrômetro quatro vezes por dia e transmite os dados, utilizando a rede de telefonia celular, até os servidores de dados da Caesb.

Investimento

Nos computadores da empresa, esses dados são preparados para que o cliente possa acompanhar diariamente seu consumo, controlando o uso excessivo e podendo verificar mais rapidamente a ocorrência de vazamentos nas tubulações domiciliares.O sistema de telemetria foi financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento, com investimento de R$ 1,7 milhão. Essa iniciativa tem o objetivo de melhorar o acompanhamento do consumo de água tanto pela companhia como pelos seus clientes.

No Lago Norte, cerca de seis mil clientes serão beneficiados com a tecnologia que emprega Internet das Coisas (IoT), pela primeira vez nessa escala no setor de saneamento brasileiro. Até agora, foram instalados 4.114 transmissores nas quadras QI 1 a QI 12 e QL 1 a QL 12. Ainda faltam as quadras 13 a 16, com previsão de término das instalações em janeiro de 2020. As quadras instaladas já estão em teste.

Com informações da Agência Brasília.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade