fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Sinproep-DF vai ao MP para tentar recurso à decisão

O retorno sugerido ao GDF – e que se pretende pelo Sinproep a ser mantido – se daria em três semanas

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Vítor Mendonça

Após decisão da Justiça do Distrito Federal pela volta imediata às aulas presenciais da rede particular de ensino nesta terça-feira (4), o Sindicato do Professores da Entidades de Ensino Particulares do DF (Sinproep-DF) tenta organizar, juntamente ao Ministério Público, recurso à decisão.

A decisão ocorre um dia após encaminhamento de proposta ao GDF para início gradual de aulas presenciais da rede privada no dia 10 de agosto. Na última segunda-feira (3), proposição foi elaborada em audiência entre o Ministério Público do Trabalho (MPT), representantes da Secretaria de Educação e dos sindicatos dos Professores da Entidades de Ensino Particulares (Sinproep/DF) e dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do DF (Sinepe/DF).

O veredicto da juíza Adriana Zveiter, da 6ª Vara do Tribunal Regional do Trabalho 10ª Região (TRT-10), optando pela suspensão das deliberações anteriores é visto como “incoerente” pelo diretor jurídico do Sinproep, professor Rodrigo de Paula.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“A própria juíza caiu em contradição uma vez que nós construímos uma proposta de forma escalonada e o GDF disse que não teria problema, que ela poderia decidir. Mas ela decide um retorno imediato, contrário a todo o encaminhamento da reunião que ela mesma organizou”, declarou o representante sindical ao Jornal de Brasília.

O retorno sugerido ao GDF – e que se pretende pelo Sinproep a ser mantido – se daria em três semanas, sendo o dia 10 de agosto a volta para o Ensino Médio e cursos profissionalizantes; o dia 17 para o Ensino Fundamental II; e o dia 24 para as turmas de Ensino Fundamental I e Infantil. O GDF teria até esta quarta-feira (5) para responder ao MPT posição favorável ou não à proposta.

Completariam-se nesta data, os dez dias de adiamento da reabertura, previsto anteriormente para o dia 27 de julho.




Leia também


Publicidade