fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Setor hoteleiro do DF aposta em “reação da economia” em 2020

Ao GDF, empresário propôs parcerias que podem facilitar a ampliação do negócio na região

Willian Matos

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da redação
[email protected]

Em 2020, a Secretaria de Economia do GDF quer gerar novos empregos, aumentar o turismo de negócios e arrecadar mais como um todo. Para isso, o setor de hotelaria do DF a hotelaria aposta na qualificação da tarifa, esperada com a realização das eleições municipais, que tradicionalmente amplia a demanda por hospedagens.

Segundo o empresário Otto Sarkis, presidente da rede de hotéis Hplus, a performance de 2019 é louvável. “Já tivemos um desempenho próximo ao que houve em 2014 e esperamos um incremento da economia para o próximo período”, afirmou ao secretário da Economia do GDF, André Clemente.

O empresário propôs, ainda, a criação de parcerias com o setor produtivo que podem aumentar a arrecadação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O encontro foi organizado pelo presidente da Comissão de Turismo (CEDESCMAT) da Câmara Legislativa, deputado Eduardo Pedrosa (PTC). O parlamentar tem servido de interlocutor entre governo e empresários de diversos setores. “Governo, empresários e a população querem a mesma coisa: melhores condições”, diz. “Fazer essa mediação faz parte de meu papel no parlamento”, afirmou.

O secretário de Fazenda se comprometeu a mobilizar sua equipe para facilitar a aproximação do GDF com os empresários. Sua intenção e acelerar todas as ações estatais que possam legalmente facilitar o desentrave da economia da região. “Ficamos muito contentes quando os empresários se mobilizam e nos procuram para a busca de novas soluções”, comemorou André Clemente.

ISS

Sarkis é atualmente um dos maiores arrecadadores de impostos do DF. Sua rede de Hotéis, a Hplus Hotelaria, é a maior do Centro-Oeste e sétima colocada no ranking nacional do setor. A empresa gera cerca de dois mil empregos diretos e indiretos. Seus empreendimentos se concentram no centro nobre de Brasília. “Para este ano, a empresa movimentará mais de R$ 100 milhões no DF” diz o advogado da hoteleira, Alex Valadares, que participou do encontro.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade