Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Seis traficantes de drogas são presos no DF

Publicado

em

Cerca de 80 homens do Sistema Integrado de Vigilância, more about dosage Preservação e Conservação de Mananciais (Siv-Água), see Siv-Solo, Terracap, Administração de Taguatinga, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros acompanharam hoje pela manhã a operação de retirada de três edificações feitas na Área de Proteção Permanente (APP) na Colônia Agrícola Samambaia. Foram derrubados ainda 200 metros de muros.

A ação faz parte do cumprimento de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre o Ibama, o GDF e o Ministério Público Federal, em setembro de 2005. A operação do Siv-Água faz parte de um acordo feito com o Ibama para a liberação das licenças ambientais para que sejam instaladas em Vicente Pires as redes de abastecimento de água e de esgoto sanitário.

O órgão condicionou o licenciamento à liberação das APPs. A derrubada deu início à primeira etapa da operação, que vai até o dia 30 de setembro. Nesse período, serão demolidas edificações que ficam a menos de 30 metros de córregos. Ontem, as construções colocavam em risco o Córrego Samambaia, um afluente do Córrego Vicente Pires, que faz parte da Bacia do Paranoá.

 

 

Com votos do PMDB, store PL, PTB e até mesmo do PT, os senadores de oposição conseguiram impor nesta terça-feira a última derrota ao governo na CPI dos Bingos ao aprovarem, por 12 votos a dois, o relatório final apres entado pelo senador Garibaldi Alves (PMDB-RN).

A única alteração ao documento original apresentado na semana passada foi um pedido acatado pelo relator para que fossem retirados do texto os projetos de lei que fazem menção à legalização ou proibição das casas de bingos no país.

Os senador es entenderam que essa questão ainda deve ser debatida pelo Congresso. Representantes da base do governo ainda tentaram, sem sucesso, retirar da lista que sugere o indiciamento de 79 pessoas, os nomes do ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci e do presidente do Sebrae, Paulo Okamoto.

Mas senadores da oposição também não conseguiram convencer Garibaldi a incluir no relatório os nomes do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e do chefe do gabinete pessoal do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, Gilberto de Carvalho.
"Eu não estou convencido da culpa. Recebo apelos, mas não aceito pressões", disse Garibaldi aos integrantes da CPI.

O senador também recusou-se a responsabilizar Lula por envolvimento nos crimes apurados. "Eu não tenho provas da participação dele (Lula)", argumentou.

Insatisfeito com o resultado da vota ção, o senador Tião Viana (PT-AC) fez críticas ácidas ao documento. "Esse é o relatório mais frágil da história do Parlamento. Rasgou o regimento interno e a Constituição", afirmou.

Para ele, por ter "ultrapassado" os limites impostos pelo fato determinado que deu a origem ã investigação, o relatório deverá ser questionado no Supremo Tribunal Federal. Os integrantes do PT, entretanto, negam terem a intenção de solicitar a intervenção do Judiciário.

Além dos senadores do PFL e PSDB, votaram pela aprovação do documento o senadores Magno Malta (PL-ES), Mozar ildo Cavalcanti (PTB-RR), Wellington Salgado (PMDB-MG) e Eduardo Suplicy (PT-SP).

Apontado como amigo de Lula, Okamotto está na lista dos indiciáveis por suposta prática de crimes de lavagem de dinheiro e contra a ordem tributária. Ele foi investigado por ter assumido o pagame nto por dívidas do atual presidente da República junto ao PT. Já o ex-ministro Palocci é suspeito de participação em irregularidades na gestão da Prefeitura de Ribeirão Preto. A CPI quer que ele seja processado por por formação de quadrilha, falsidade ideológica, peculato, lavagem de dinh eiro e improbidade administrativa.

Por conta da abrangência das investigações levadas à frente pela CPI dos Bingos, a comissão acabou recebendo o apelido de "CPI do Fim do Mundo". Na tentativa de atingir o governo ou pessoas diretamente a ele ligadas a oposição, que comandou as deliberações da comissão durante a maioria de seus 355 dias de duração, buscou apurar fatos diversos.

Durante os mais de 11 meses de apuração, os senadores investigaram desde o assassinato de dois prefeitos do PT em São Paulo até a existência de remessa de recursos de Cuba para a campanha do PT em 2002.

Também foram investigados fatos relacionados ao chamado mensalão, à quebra de sigilo bancário do caseiro Francenildo dos Santos Costa e, até mesmo, à existência da chamada "República de Ribeirão" uma mansão situada em Brasília que seria utilizada para negócios escusos e para a realização de festas com prostitutas. O imóvel, segundo a comissão, foi alugado por ex-assessores de Palocci.

Inicialmente contrários às conclusões do relatório de Garibaldi, os senadores Álvaro Dias (PSDB-PR) e Magno Malta chegaram a apresentar votos em separado que sugeriam mudan ças no documento.

Malta queria que fossem retirados do texto os indiciamentos de José Dirceu e de Gilberto Carvalho, além de todo e qualquer assunto investigado que não tivesse relação direta com as casas de bingos.

Já o senador tucano pedia apenas que fossem incluídos na lista de indiciamen tos os nomes de ambos. Ambos retiraram suas propostas da pauta de votações.

Atualizada às 20h50

Policiais da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes prenderam hoje uma quadrilha de traficantes de drogas que atuava no Distrito Federal. Marilúcia Dutra Silva, view Nelson de Moraes Veras, José Márcio Mota Justino, Antônio Marcos Alves de Sousa, Sebastião Moreira e José Chagas de Assis estavam sendo investigados há cinco meses. Com eles, os policiais apreenderam 4kg de cocaína, 15 papelotes, duas balanças, uma caixa de munição, sete celulares, um carro Kadett/GM, diversos aparelhos eletrônicos, documentos e R$ 1.700 em espécie. Os presos foram levados para a Departamento de Polícia Especializada e à Penitenciária Feminina do DF.

 


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Publicidade