fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Segurança reforça itens para proteção

Secretaria da pasta distribuiu mais de 10 mil testes para a Polícia Civil do Distrito Federal e a Polícia Militar

Olavo David Neto

Publicado

em

Foto: Vitor Mendonça
PUBLICIDADE

Mesmo com o isolamento social em decorrência da pandemia do novo coronavírus, as forças de segurança, enquanto serviço essencial, não podem recuar. Por isso, as corporações adotaram medidas de higienização e prevenção para os quadros de agentes, mas nem todas realizaram testagem nos servidores. Atendendo ao questionamento do Jornal de Brasília, a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF) fez um balanço do que cada braço da pasta recomendou aos funcionários.

Segundo a SSP, 10 mil testes foram disponibilizados tanto para funcionários do órgão quanto para trabalhadores das forças. Até a última quarta-feira (22), cerca de 1,3 mil máscaras de proteção foram doadas à pasta, sendo mil de TNT, descartáveis e mais comuns, cem com viseiras de acetato, ideais para utilização em centros de saúde, e 200 reutilizáveis, de algodão. Conforme a secretaria, boa parte do material foi encaminhada a hospitais da rede pública e à Polícia Civil (PCDF).

A PCDF, porém, adquiriu quatro mil máscaras descartáveis e duas mil de algodão – num total de R$ 19.960 – já neste mês, segundo nota de empenho emitida em nome da corporação a 16 de abril. Além das compras, a PCDF distribuiu álcool em gel, máscaras, luvas e instalou dispensers nas repartições. Tem incentivado o registro de ocorrências pelo portal da força na internet, e o atendimento presencial deve obedecer distanciamento mínimo de dois metros.

Única corporação de segurança a não realizar testagens, e a não ter previsão de quando fazê-lo, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) afastou seis trabalhadores que compunham grupo de risco no órgão, mas não havia confirmado casos da doença até a sexta-feira (24). Dos 40 agentes testados na ação do GDF – apenas por prestarem serviço no drive-thru, em possível contato com infectados -, nenhum foi diagnosticado com a covid-19.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Polícia Militar, por sua vez, encaminhou orientações à tropa desde os primeiros decretos distritais acerca da pandemia, sobretudo aos agentes responsáveis pelo policiamento ostensivo dentro da corporação. Até a sexta-feira (24), três militares foram infectados pelo novo coronavírus, além de dez agentes com quadros suspeitos, uma morte e quatro enfermos devidamente recuperados.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade