fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Secretário de Segurança do DF recebe áudio da presidência sobre MP das forças de segurança

Hoje (31) foi publicado no Diário Oficial resolução que garante percentual de 8% incidente sob a tabela dos subsídios das forças de segurança do DF

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Por Paula Beatriz

Nesta terça-feira (31), em clima de fim de ano, o Major Jorge Oliveira, secretário geral da presidência da república enviou um áudio ao secretário de segurança do DF, Anderson Torres, explicando como está o andamento da MP que garante aumento salarial às forças de segurança do DF.

Segundo o major, foi publicado hoje (31), em edição extra do Diário Oficial da União o encaminhamento do PLN que altera a LDO, permitindo o efeito financeiro retroativo em 1º de janeiro de 2020, garantindo o percentual de 8% incidente sob a tabela dos subsídios da Policia Civil do DF e o correspondente na tabela de vantagens pecuniárias especial do Corpo de Bombeiros Militar do DF e Polícia Militar do DF.

Escute áudio:

Bolsonaro

Na última sexta-feira (27) o presidente Jair Bolsonaro desistiu de dar aumento aos policiais do Distrito Federal por meio de medida provisória (MP.  A proposta tinha sido anunciada pelo governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB).

“Pretendia fazer a MP, mas estaria podendo ser responsabilizado pela LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal)”, disse. “Podíamos resolver grande parte do problema, mas teria de dar 1,5% e disseram que seria um acinte mas ajudaria a gente destravar para o ano que vem. Resolvemos não dar o 1,5% e fazemos PLN no começo do Congresso em fevereiro”, afirmou o presidente nesta sexta-feira, 27, na porta do Palácio da Alvorada.

A área econômica do governo alertou ao presidente que a concessão de aumentos às polícias civil e militar do Distrito Federal poderia violar as leis orçamentárias e até a Constituição. O custo anual de R$ 505 milhões ao ano para bancar reajustes de 8% a 25% nos vencimentos dessas categorias não está previsto no Orçamento de 2020. O governo federal é responsável pelo pagamento de policiais do DF. Ou seja, o contribuinte de todo o País banca a segurança brasiliense. 


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade