fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Secretaria DF Legal e Administração do Lago Sul realizam ação de combate à poluição visual

No Lago Sul, administração regional e DF Legal fazem ação conjunta e retiram 152 letreiros irregulares. Moradores comemoram iniciativa

Avatar

Publicado

em

Foto: Paulo H Carvalho / Agência Brasília
PUBLICIDADE

A Secretaria DF Legal e a Administração do Lago Sul estão promovendo uma ação de combate à poluição visual. Para isso, os servidores estão recolhendo placas de publicidade irregulares que estão espalhadas pela região. Anteriormente foi realizado um mapeamento da área que detectou 152 pontos com letreiros irregulares. Com informações da Agência Brasília.

Apenas na terça-feira (20), o DF Legal removeu 25 placas em cinco quadras do Lago Sul: QIs 19, 21, 23, 27 e no Setor de Mansões Dom Bosco. Um dos servidores portava uma lixadeira, a fim de serrar três placas instaladas de forma ilegal. O restante foi arrancado ou desaparafusadas dos muros. A publicidade irregular pode gerar multas severas. O valor inicial é de R$ 592 e vai até R$ 16 mil, de acordo com o tamanho e gravidade.

“Vistoriamos 100% do bairro e fizemos um relatório com georreferenciamento. São placas diversificadas, mas principalmente trazem anúncios de venda de imóveis e empresas de segurança”, explica o administrador Rubens Santoro. “Estava ficando muito feio”, lamenta.

A operação foi comemorada pelos moradores. A engenheira Helena Maduro, 49 anos, reside no Setor de Mansões Dom Bosco e passou para fazer comprar no comércio local do conjunto 12, quando decidiu parar por alguns minutos para observar a retirada de pelo menos três placas. “É preciso mais disciplina. Se a empresa quer fazer publicidade, que seja em lugar adequado e não em via pública. Fica muito feio e é irregular”, opina Helena.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Tudo que for poluição visual, tem que arrancar. Não tem autorização então não pode pôr. A gente vê aqui, no Plano Piloto e em algumas cidades do DF a proliferação dessas propagandas que sujam a cidade”, critica o publicitário Marcelo Palhares, 52 anos.

Para o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Mateus Oliveira, a ação ajuda no ordenamento das cidades. “A publicidade irregular é cada vez mais prejudicial à cidade. Dentre outros aspectos, ainda atrapalha a segurança no trânsito e o mercado de propaganda que atua dentro da legalidade”, explica.

Empresas notificadas

O DF Legal já removeu 80% do material irregular catalogado e a previsão é completar todo o serviço no Lago Sul até domingo (25). Segundo o órgão, as placas retiradas são levadas para o depósito da secretaria.

“Esse tipo de publicidade não tem autorização e vinha sendo feito de forma desordenada, em qualquer lugar do Lago Sul. As empresas foram notificadas e tiveram três dias para retirar. Como a maioria não retirou, nossas equipes fizeram o serviço”, explica o subsecretário de atividades econômicas do DF Legal, Francinaldo Oliveira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Oliveira explica que, nesta primeira fase, não estão sendo aplicadas multas às empresas. Mas, caso insistam na propaganda irregular, serão penalizadas. A operação foi demandada pela Administração Regional, no âmbito de um programa da secretaria que se chama Pronto Emprego, projeto que se coloca a atender às principais necessidades das regiões administrativas.

Foto: Paulo H Carvalho / Agência Brasília




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade