fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

SDE cadastra 350 autônomos 

Pintor, pedreiros, bombeiros hidráulicos e eletricistas são as especialidades mais procuradas. Eles vão atender escolas da rede pública

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da Redação
[email protected]

A secretaria de Desenvolvimento Econômico está encarregada da formação do banco de MEIs que serão escolhidos pelas diretorias das escolas e creches públicas para realizar a manutenção dos prédios. Em apenas uma semana de trabalho, cerca de 350 autônomos foram transformados em Micro Empreendedores Individuais (MEI) para participar do programa Pequenos Reparos nas escolas.  Confira aqui o edital com as condições para o autônomo receber o CNPJ e participar do programa.

Os profissionais que trabalham como pintor de obras, pedreiros, bombeiros hidráulicos e eletricistas foram os mais cadastrados até o último levantamento. O credenciamento e a formalização dos autônomos que ainda não se tornaram MEIs, está sendo realizado, simultaneamente, no Simplifica PJ, que funciona na QI 19, lotes 28, 30 e 32, em Taguatinga, ao lado da Feira dos Goianos, nas 32 Salas do Empreendedor localizadas nas administrações regionais e nas 17 Agências do Trabalhador.

Gerido pela SDE, o programa tem orçamento da secretaria de Educação. Pelas regras, as diretorias das escolas vão identificar as necessidades das pequenas obras e lançar um edital para chamar os profissionais que devem atender as mais de 700 escolas do DF.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Dos profissionais credenciados até o fim desta terça-feira (5), 260 procuraram o Simplifica PJ. A tabela de preços oferecida a quem quiser participar do programa varia de R$ 93,64 (bombeiro hidráulico) a R$ 206,44 (técnico em informática) pela hora de trabalho. A contratação será feita por meio de rodízio e cada escola deverá analisar orçamento de, pelo menos, três propostas.

Com informações da Agência Brasília.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade