fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Reta final: obra de expansão do viaduto da EPTG/EPCT chega a 85%

A expansão dos viadutos teve investimento de R$ 5.155.676,09, envolvendo 2.000 m³ de concreto, 220 toneladas de aço e 35 funcionários

Aline Rocha

Publicado

em

Foto: Vinícius de Mello/Agência Brasília
PUBLICIDADE

Da Redação
[email protected]

Na manhã desta segunda-feira (25), a obra de expansão do viaduto da EPTG/EPCT foi vistoriada pelo vice-governador do Distrito Federal, Paco Britto, e parte do primeiro escalão do Governo do Distrito Federal (GDF). Com previsão de entrega para janeiro de 2020, os reparos já estão 85% concluídos.

Paco foi ver as obras ao lado dos secretários de Governo, José Humberto Pires; de Obras, Izidio Santos; das Cidades, Fernando Leite; do diretor-geral do DER, Fauzi Nacfur; e do administrador de Taguatinga, Geraldo Cesar de Araújo. Eles caminharam pelo local e ouviram técnicos sobre a grande intervenção na chegada da região administrativa.

A expansão dos viadutos teve investimento de R$ 5.155.676,09, envolvendo 2.000 m³ de concreto, 220 toneladas de aço e 35 funcionários. “Vamos entregar essa obra para a população até janeiro de 2020. Já tiramos as contenções e estamos liberando a obra parcialmente. O governador Ibaneis Rocha virá inaugurá-la”, avisou Paco Britto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Expectativa

A liberação completa do elevado gera uma grande expectativa na população. Após a conclusão dos serviços, os viadutos serão unificados e passarão a ter 41,80 metros de largura. Serão 11 faixas para a circulação de veículos, sendo cinco faixas no sentido Plano Piloto e quatro faixas no sentido Taguatinga, além de duas faixas centrais para ônibus com largura de quatro metros.

“A conclusão do alargamento do viaduto vai desafogar o trânsito para os mais de 135 mil veículos que trafegam diariamente por este trecho. Esta é apenas uma das obras para melhorar o trânsito de Taguatinga”, lembra Izidio Santos. Para o secretário de Governo, José Humberto Pires, a obra vai “dar uma fluidez muito grande para resolver o problema no trânsito do local de forma mais definitiva”, acrescenta.

Além da expansão do viaduto, o governo prepara o alargamento do viaduto no sentido Taguatinga-Ceilândia, entre a Avenida Central e a Avenida Elmo Serejo. “Vamos abrir naquele viaduto mais uma trincheira que é para dar acesso a mais uma pista. Vai melhorar muito o fluxo ali”, explica José Humberto. “Vamos aumentar uma pista, seccionando o talude para melhorar o trânsito. Essa obra deve ser feita em janeiro e está nos últimos preparativos para ser lançada a licitação”, explica Izidio Santos.

Com informações da Agência Brasília

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade