fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Reforma de apartamento é proibida durante restrições do coronavírus

A ação foi ajuizada pelo condomínio, com pedido de liminar, argumentando que o réu iniciaria a reforma do apartamento mesmo com a situação de isolamento

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Nesta segunda-feira (14) o juiz da 19ª Vara Cível de Brasília concedeu parcialmente o pedido feito por condomínio, situado no Sudeste, e determinou que o proprietário de um apartamento fique impedido de iniciar a obra de reforma do imóvel, enquanto durarem as medidas de restrição de circulação de pessoas, impostas pelo poder público para conter a epidemia de coronavírus, sob pena de multa de R$ 1 mil por ato de descumprimento.

A ação foi ajuizada pelo condomínio, com pedido de liminar, argumentando que o réu iniciaria a reforma do apartamento mesmo com a situação de restrição, em que a obra poderia causar vários problemas aos demais moradores, que estão em confinamento.

O magistrado destacou que vivemos uma situação extraordinária que ensejaram a adoção de medidas restritivas com a finalidade de preservar a saúde de todos. Explicou que além dos argumento jurídicos, por uma questão de bom senso, a obra deveria ser suspensa, pois coloca em risco os moradores e trabalhadores. “Evidentemente, a circulação dos trabalhadores da obra nas dependências do Condomínio, conquanto restrita, prejudica o necessário confinamento. Aliás, coloca em risco os próprios trabalhadores”.

O juiz também afirmou que o barulho decorrente da obra poderia aumentar o estresse decorrente do confinamento, prejudicando moradores que precisam trabalhar de suas casas (home office), bem como crianças que fazem estudos online. A decisão não é definitiva e pode ser objeto de recurso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Com informações do TJDFT




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade