fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Quatro mil brasilienses pedalam pelo Dia do Ciclista

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Jéssica Antunes
jessica.antunes@jornaldebrasilia.com.br

Cerca de quatro mil ciclistas amadores e profissionais, crianças e adultos, pedalaram pelo centro de Brasília em um grande passeio pelo Dia do Ciclista, data informal comemorada na última sexta-feira (19). O evento anual é promovido pela organização não governamental Rodas da Paz e, desta vez, tinha como pauta a tramitação do projeto de lei que legitima a data, criada após um acidente fatal no Eixão Sul há dez anos.

“São muitas pessoas tomando consciência da importância do uso da bicicleta e da mobilidade sustentável, mas a gente vê que, para botar em prática, precisa da compreensão da sociedade toda. É preciso ter uma convivência harmoniosa entre pedestres, carros, caminhões, motos, ônibus e ciclistas”, destacou Bruno Leite, diretor da Rodas da Paz.

Essa foi a 14ª edição do maior encontro de ciclistas do calendário da cidade. Desta vez, a pedalada aconteceu pela pela oficialização do Dia Nacional do Ciclista. O projeto de lei que legitima a data tramitou na Câmara dos Deputados durante duas legislaturas, mas foi arquivado por não ter sido incluído na pauta de votação do Plenário. Mês passado, a Rodas da Paz encaminhou ao Legislativo um pedido de reconhecimento da data no calendário nacional.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Esse reconhecimento pode ajudar a promover a educação para a paz no trânsito, o incentivo ao uso da bicicleta, a cidadania e a mobilidade”, acredita o diretor. A expectativa é que se consiga mobilizar cada vez mais pessoas para o uso sustentável da bicicleta “e, principalmente, para que nossos gestores possam repensar o transporte público”.

Além do percurso adulto de 17km, que vai do Complexo Cultural da República até a Ponte JK, há três anos a Rodas da Paz conta com percurso infantil de 2,5 km de distância – duas voltas na Esplanada dos Ministérios. Neste ano, os pequenos ainda foram contemplados com oficina de circo do teatro Mapati.

Foto: Myke Sena/JBr

Foto: Myke Sena/JBr

SAIBA MAIS

O Dia Nacional do Ciclista faz alusão ao crime de trânsito ocorrido em Brasília, em 19 de agosto de 2006, que tirou a vida do biólogo Pedro Davison aos 25 anos. Ele morreu após ser atropelado por um motorista embriagado quando pedalava na faixa central do Eixão Sul. Segundo a ONG, a condenação do autor por homicídio com dolo eventual se tornou símbolo da luta por justiça e cidadania. Filha de Pedro, Luiza Davison participou do evento. Ela chegou a subir no trio elétrico e agradecer o carinho e apoio da Rodas da Paz.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade