fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Quase seis mil pacientes já foram atendidos no DF com sintomas de dengue

As tendas foram instaladas, em fevereiro, nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM)

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Desde que as tendas de atendimento para casos de dengue no Distrito Federal foram instaladas, em fevereiro, nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), já foram atendidos 5.686 pacientes e confirmaram, destes, 2.499 casos. 

As estruturas montadas pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGESDF) contemplam as regiões de Ceilândia, Sobradinho, Núcleo Bandeirante, Recanto das Emas, Samambaia, São Sebastião e Santa Maria.

Até o momento, a tenda em que houve o maior número de casos confirmados foi a de Ceilândia com 998. Em seguida está a de Sobradinho, com 330 confirmações. No total, as tendas das UPAs atenderam 5287 pessoas, com 2347 confirmações.

No HRSM, onde a tenda está em funcionamento desde 10 de março, o número de casos confirmados até esta terça-feira foi de 152, com 399 pacientes atendidos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com o vice-presidente do IGESDF, Sérgio Costa, as tendas têm dado um apoio substancial no atendimento da população.

“Com a instalação das estruturas, conseguimos deslocar o atendimento desses casos específicos para poder continuar recebendo normalmente os pacientes com indicação para as Unidades de Pronto Atendimento. E, diante desse momento de pandemia do novo coronavírus, comprovamos o quanto o IGESDF tem trabalhado de forma proativa para que o fluxo de atendimentos se dê da forma mais adequada possível”, destaca.

Atendimento nas tendas

Cada uma das tendas conta com uma estrutura de 50 metros quadrados onde há sala de triagem, consultório médico, cadeiras para hidratação venosa e sistema de ar condicionado. Nos locais, é possível fazer o diagnóstico clínico, teste rápido e teste laboratorial.

As instalações contam com equipe de médicos, técnicos em enfermagem, enfermeiros, técnicos em laboratório, analistas de laboratório, auxiliares de atendimento e auxiliares de serviços gerais para fazer a limpeza.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O funcionamento é das 7h às 19h, todos os dias e, se necessário, o horário pode ser estendido para 24h por dia.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade