fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Quase R$ 12 milhões em melhorias no Riacho Fundo

A grande entrega para a cidade ainda está por vir: é o viaduto na entrada da cidade, que vai impactar a vida de pelo menos 100 mil motoristas

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Os quase 40 mil habitantes do Riacho Fundo percebem: o Governo do Distrito Federal investe pesado para melhorar a qualidade de vida da população. Manutenções, reparos e obras ocorrem em vários pontos da cidade. Somente neste ano, pelo menos R$ 11,8 milhões foram destinados para intervenções na região administrativa, entre verbas diretas e execução de emendas parlamentares.

A grande entrega para a cidade ainda está por vir: é o viaduto na entrada da cidade, que deve impactar a vida de pelo menos 100 mil motoristas que passam pelo local diariamente. Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), a obra está em fase de emissão de licenças para que seja lançada a licitação.

“As máquinas estão a todo vapor, e os trabalhadores estão focados. Trabalhamos como o governador determinou, com afinco e carinho, para melhorar a vida da nossa comunidade. O Riacho Fundo passou muito tempo sem esse tipo de investimento em infraestrutura”, diz a administradora regional do Riacho Fundo, Ana Lúcia Melo.

Obras que empregam

Neste ano, só a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) investiu R$ 3,7 milhões em serviços como manutenção de vias, drenagem, bocas de lobo, roçagem, poda e jardinagem. São mais de 60 trabalhadores, divididos em equipes, cuidando de vários pontos da região administrativa. Calçadas ainda foram reformadas em mais de 20 pontos da cidade e o objetivo é trocar mais de dois mil meios-fios pela região.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Está em fase final a construção do novo balão que vai organizar e dar segurança a um cruzamento de quatro direções entre a QS 16 e a avenida principal da QS 14. A pista corta o Riacho Fundo e vai da Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB) até o Riacho Fundo II. O trecho já passou pelas adaptações e a rotatória, asfaltada. Faltam detalhes como meios-fios e sinalização, que serão executados no início do próximo ano.

Vizinho do novo balão, o jornalista Carlos Ferreira, de 60 anos, conta que testemunhou diversos acidentes no local. “A entrada era mal feita, sem possibilidade de trânsito livre. Além de batidas e engarrafamentos, havia quem entrasse na contramão. Era perigoso”, lembra. Agora, ainda que faltem detalhes, motoristas já aproveitam a nova passagem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Lazer e qualidade de vida

Perto dali, na Área Central 2, a nova praça ganha forma. Uma força-tarefa dá nova cara ao local, que antes era ponto de descarte irregular de lixo e entulho, ao lado da Feira Permanente. Serão plantados 320 metros quadrados de grama e mudas de ipês, além da instalação de bancos, para uso da comunidade. A manicure Alessandra Morais, 39 anos, vive na região desde a infância e conta: “tinha muito lixo jogado aqui, é muito bom que vai se transformar num lugar bonito e útil”.

A própria feira recebe reparos, feitos por etapas. Segundo a administradora regional, a parte de infraestrutura foi executada. Com R$ 1 milhão em emenda parlamentar de Rafael Prudente, a segunda etapa vai incluir levantamento de telhado e reformas nos banheiros e piso do local. Ali, o novo estacionamento está pronto. O vizinho Skate Park também é revitalizado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para garantir a segurança de meninos e meninas, parques infantis passarão por transformação, com manutenção e substituição de mobiliários. O investimento é de R$ 32 mil e a ordem de serviço foi publicada no Diário Oficial do DF no início deste mês.

Além disso, com R$ 591 mil em emendas parlamentares do distrital Delmasso, o governo reforma seis quadras poliesportivas na cidade. A verba é destinada para a manutenção dos espaços nas quadras QN 01, QN 05, QN 07, QS 08/10, QS 12 e QS 14. Os serviços incluem a substituição de mobiliário, como bancos de concreto, grades e estruturas esportivas, além de nova pintura.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>

A nova Colônia Agrícola Sucupira

A Colônia Agrícola Sucupira também passa por transformação. É a primeira vez que a região ganha asfalto novo, beneficiando 15 mil pessoas, na ação executada pela Novacap. Ali, depois de 20 anos de espera, a comunidade ganha rede esgoto. A iniciativa, que vai atender 1.122 lotes e beneficiar mais de cinco mil habitantes, já foi concluída na Avenida Sucupira e segue pelo setor.

Segundo a Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb), 54% das redes de esgoto já estão executadas e as duas Estações Elevatórias de Esgoto estão com 36% de execução. A previsão de conclusão das obras é para o final do 1º semestre de 2021. “O sistema de esgotamento sanitário vai melhorar sensivelmente a qualidade de vida e o ambiente urbano para os moradores da região”, afirma o assessor da Diretoria de Engenharia da Caesb, Antônio Harada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ele ressalta que a obra também impacta o Lago Paranoá, que recebe fluxo do riacho que dá nome à cidade. “Além da importância das obras para a comunidade, haverá benefícios para todos os usuários do Lago Paranoá, que é uma opção de lazer de toda a população do Distrito Federal e importantíssimo ecossistema.”

As informações são da Agência Brasília




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade