fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Professor de Brasília (DF) está entre os vencedores do 23º Prêmio Educador Nota 10

André Luís Miranda de Barcellos Coelho conquistou a Academia de Selecionadores com o projeto Óptica com Ciência

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O Prêmio Educador Nota 10, maior e mais importante prêmio da Educação Básica Brasileira, divulgou os dez vencedores da edição deste ano. Os premiados foram anunciados durante o programa Encontro com Fátima Bernardes, da TV Globo, no dia 20 de julho. Entre os escolhidos está o professor de Brasília (DF) André Luís Miranda de Barcellos Coelho, do SEB Dínatos. André Luís ganha um vale-presente no valor de R$ 15 mil e segue na disputa pelo título de Educador do Ano.

O trabalho do professor de Física André estimulou os alunos do 3º ano do Ensino Médio a executar investigações científicas. As sequências didáticas seguiam sempre por três etapas que se repetiam: (1) investigação, (2) análise e tratamento de dados; (3) debate e sistematização.

Em uma das atividades, divididos em grupos, eles passaram por estações rotativas. Em cada uma havia um experimento a ser feito e investigado, e os alunos anotavam observações, faziam inferências e produziam questionamentos. Na segunda etapa, os dados coletados eram socializados com toda a classe e então tratados de maneira estatística pelos jovens, o que possibilitava que formulassem as conclusões. A terceira etapa era um debate, em que o professor, a partir dos dados e colocações dos alunos, trazia novos questionamentos ou chegava de forma dialogada a novas conclusões.

Esses ciclos, que envolveram os jovens de maneira interativa, dinâmica e desafiadora, foram repetidos para estudar conceitos da óptica quanto às características da luz e seu comportamento ao incidir em diversos instrumentos ópticos, como espelhos planos, esféricos e as lentes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Outros projetos

Além de André, outros nove educadores que desenvolveram experiências pedagógicas de destaque nas escolas em que trabalham foram escolhidos entre quase 4 mil inscritos pela Academia de Selecionadores – composta por grandes especialistas em didáticas específicas, pesquisadores das principais universidades do país, orientadores de graduação e pós-graduação, além de formadores de gestores e de professores em suas respectivas disciplinas. Além da Bahia, os vencedores representam Amazonas, Bahia, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo.

Dos 10 projetos campeões, cinco são trabalhos realizados com alunos do Ensino Fundamental (somando anos finais e iniciais), três com turmas do Ensino Médio, um de gestão e outro com crianças bem pequenas. Já entre as disciplinas, são dois projetos de Língua Portuguesa, um trabalho de gestão escolar e um com crianças bem pequenas. Completam a lista iniciativas de Artes, Educação Física, Filosofia, Matemática, Geografia e Física.

O Prêmio Educador Nota 10 foi criado em 1998 pela Fundação Victor Civita que, desde 2014, realiza a premiação em parceria com Abril, Globo e Fundação Roberto Marinho. O Prêmio reconhece e valoriza professores da Educação Infantil ao Ensino Médio e também coordenadores pedagógicos e gestores escolares de escolas públicas e privadas de todo o país. Ao longo das 22 edições anteriores, foram premiados 281 educadores, entre professores e gestores escolares, que receberam aproximadamente R$ 2,85 milhões em prêmios no total.

O Prêmio Educador Nota 10 tem o patrocínio da Fundação Lemann, SOMOS Educação e BDO e o apoio de Nova Escola, Instituto Rodrigo Mendes e Unicef. Desde 2018, é associado ao Global Teacher Prize, prêmio internacional de educação, realizado pela Fundação Varkey.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Confira a lista completa dos selecionados em:

O Prêmio

Para saber mais sobre os projetos clique aqui




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade