fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Produção de máscaras protege a população e gera empregos

Força-tarefa criada entre GDF, BRB e Sistema Fibra selecionou empreendimentos para a confecção dos itens de proteção

Avatar

Publicado

em

Foto: Tony Oliveira/Agência Brasília
PUBLICIDADE

Além de proteger contra o novo coronavírus, a parceria de Sistema Fibra, Banco de Brasília (BRB) e Governo do Distrito Federal (GDF) para produção de máscaras faciais tem gerado empregos na capital.

Segundo a Secretaria de Governo, mais de 1,2 milhão de máscaras reutilizáveis já foram entregues gratuitamente à população. Na avaliação do secretário José Humberto Pires, a ação tem “impacto favorável mesmo no momento de grande dificuldade”.

Um exemplo é o ateliê Dalita, em Ceilândia. O local fabricava peças íntimas e pijamas com apenas três funcionários. Após o GDF integrar o estabelecimento à força-tarefa, o número subiu para oito colaboradores. “Estamos todos no mesmo propósito: eu ajudo as costureiras, elas me ajudam a produzir e ajudamos a população. O lucro neste período está em segundo lugar”, destacou o sócio Luciano Marcena Costa.

Costureira de 45 anos, a costureira Sebastiana da Silva Sousa trabalhava com confecção de roupas, mas teve o contrato suspenso em decorrência da crise. Mas, desde maio voltou ao mercado trabalhando na confecção do Luciano, um dos selecionados da parceria entre o GDF e a Fibra.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sebastiana disse que a oportunidade veio no momento certo, pois estava precisando muito de renda. “Além do serviço em si, saber que costurar máscaras deixa as pessoas com mais segurança é gratificante”, enfatizou a costureira.

Foto: Tony Oliveira/Agência Brasília

Com informações da Agência Brasília




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade