fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Problema de credenciamento de escola no Jardim Botânico preocupa pais

COC Jardim Botânico não conseguiu credenciamento para o ensino médio. Secretaria de Educação alega que a área é irregular, mas as outras modalidades de ensino da unidade estão regularizadas

Willian Matos

Publicado

em

Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Pais e responsáveis de alunos do ensino médio do colégio COC, unidade Jardim Botânico, estão apreensivos. Na última terça-feira (20), o estafe da instituição enviou mensagem à comunidade escolar relatando que a modalidade do ensino médio ainda não está regularizada junto à Secretaria de Educação (SEEDF).

Conforme explica o próprio COC, a SEEDF não credenciou o ensino médio da unidade porque a região do Jardim Botânico onde a escola esta situada ainda está sob processo de regularização fundiária. No entanto, a educação infantil e o ensino fundamental estão credenciados junto à pasta.

Familiares de uma jovem do 2º ano do ensino médio, que preferiram não se identificar, demonstram preocupação com situação. “A gente recebeu o comunicado com surpresa. Imagina: minha filha está indo para o terceiro ano e somente agora a escola afirma que eles não estão regularizados na Secretaria de Educação”, afirmam.

COC Sudoeste

A administração do COC vem tendo problemas com regularização das suas unidades há algum tempo. Em agosto deste ano, o Ministério Público (MPDFT) determinou que a instituição deveria pagar multa de R$ 50 mil porque o COC Sudoeste ocupava uma área de forma irregular. “Sem a carta de habite-se, a obra é considerada inconclusa e ainda inapta ao uso seguro”, afirmou o MP à época.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Nossos alunos não estão desamparados”

O COC assegura aos pais e responsáveis que os alunos estão resguardados junto à secretaria. “Ainda este ano, esta situação será regularizada”, promete.

A diretora mantenedora do COC, Wilma Matos, explica a situação ao Jornal de Brasília e contesta a Secretaria de Educação. “A gente solicitou o credenciamento entre o fim de 2018 e o início de 2019 — foi quando a gente colocou nossa primeira turma de ensino médio. Agora, saiu a decisão do Conselho de Educação dizendo que a gente não pode ofertar o ensino médio. Como uma escola está credenciada até o nono ano e passa a não poder ser credenciada no ensino médio?!.”

Wilma ressalta que o COC não é a única escola que passa por este problema. “Não é só a nossa escola que está nessa situação”, afirma. “Vou dar um exemplo maior: Vicente Pires. Todas as escolas estão na mesma situação que a gente.”

A diretora reforça a informação de que os alunos do ensino médio serão devidamente certificados e não terão quaisquer prejuízos. “A Secretaria de Educação, juntamente com o Conselho de Educação, tem que procurar soluções para a escola. Então, nossos alunos não estão desamparados. A Secretaria regulariza os alunos nesses casos”, comenta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Wilma acredita que os pais dos alunos entendem a situação e apoiam a escola. “Ontem  (quarta-feira, 21), nós fizemos uma reunião com os pais de alunos do ensino médio, mais de 30 pais estavam conosco. Os pais estão procurando a escola para fazer rematrícula porque eles entendem que a situação vai ser resolvida.”

Análise

Em nota, a Secretaria de Educação limitou-se a dizer que vai analisar o recurso apresentado pelo COC referente à unidade do Jardim Botânico. A pasta não comentou se os alunos do ensino médio correm algum risco de não receberem certificação pelo fato de a unidade ainda estar em situação irregular.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade