Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Preso casal que extorquia garotas de programa no DF

Publicado

em

Douver Barros
[email protected]

Investigadores da 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul) prenderam em flagrante o casal acusado de extorquir garotas de programa no Setor G Sul, em Taguatinga. A prisão ocorreu por volta das 17h dessa sexta-feira (11), no momento em que os dois cobravam dinheiro das mulheres na região. Outras duas pessoas ligadas ao casal também foram detidas.

As investigações começaram quando a Polícia Civil recebeu dezenas de denúncias sobre um casal que extorquia garotas de programa em Taguatinga Sul. Os dois cobravam pelos pontos, e quem se recusava a pagar, era punido. Este seria um dos motivos da onda de crimes na região.

Leia também: Prostituição alavanca crimes em Taguatinga Sul

No último dia 9, uma mulher de 42 anos foi baleada no rosto dentro do carro de um suposto cliente. O homem não procurava programa, mas sim um acerto de contas. Quando a vítima entrou no veículo, ele anunciou: “Eu vim te executar”. Na sequência, sacou uma arma e disparou três vezes. Em meio a uma luta corporal, uma bala acertou o rosto da mulher.

Prostituição em Taguatinga Sul. Foto: Myke Sena/Jornal de Brasília

Prisão em flagrante

Nesse período de investigações, a polícia recebeu informações de que o casal havia voltado a rondar a região de prostituição para fazer cobranças. Então, foi montada uma campana e os policiais conseguiram prender os dois em flagrante. O homem de 38 anos, identificado até o momento apenas como Elton, é o líder do esquema. Ele já foi preso uma vez pelo mesmo crime, mas foi solto.

Os dois estavam dentro de um carro, que foi apreendido. Em seguida, os policiais foram até um quiosque que o casal mantém na região e prendeu duas pessoas depois de vasculhar o celular delas. “Encontramos informações sobre tráfico de drogas. Essas duas pessoas foram autuadas por esse tipo de crime”, disse o delegado Raimundo Vanderly, responsável pelo caso.

Quiosque de fachada

Conforme o investigador, Elton admitiu os crimes envolvendo prostituição, mas negou o tráfico de drogas. Ele e a mulher, Jucileide, de 32 anos, foram autuados em flagrante pelos crimes de rufianismo e associação criminosa.

No quiosque em questão, funciona um bar de fachada, usado como ponto de drogas e como apoio ao esquema de extorsão. O estabelecimento não tem alvará de funcionamento e, por isso, a DP vai pedir sua interdição junto à administração regional.

O objetivo é devolver a paz à população. “Esperamos que a criminalidade diminua com essas prisões. Estamos ouvindo testemunhas e vamos continuar com as investigações para identificar outros envolvidos”, finalizou Vanderly.


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade 
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Publicidade