fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Polícia Civil organiza ação para prender homens que ameaçaram policiais

operação iniciou na quarta-feira (20), e ainda não tem data para ser encerrada

João Carlos Magalhães Teles

Publicado

em

PUBLICIDADE

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) realizou, nesta sexta-feira (22), operação para atingir um grupo que se autointitula FBL (fábrica de luto) que estava insatisfeito com uma ação realizada há cerca de três semanas, para cumprimento de mandado de busca e apreensão expedido em desfavor de traficante.

Os comparsas dos traficantes presos passaram então a ameaçar policiais com pichações em muros nas quadras 6,8 e 10 do Paranoá.

Em resposta às ameaças a Polícia Civil organizou, com cerca de 48 policias, e o apoio da Divisão de Operações Aéreas (DOA) e do Departamento de Operações Especiais (DOE), operação nomeada “Fecha Fábrica” para identificar e prender os autores de homicídio, roubos, tráfico de drogas e outros crimes, que atuam na região, que ameaçavam os agentes. 

A operação iniciou na quarta-feira (20), e ainda não tem data para ser encerrada. 

Até agora foram contabilizados um flagrante de tráfico de drogas e porte de arma, apreensão de três adolescentes, flagrante de tráfico de drogas e posse de munição de uso restrito, três flagrantes por receptação. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Operação se estendeu por todo Paranoá, Paranoá Parque, Capoeira do Bálsamo, Curral, Café sem Troco e Itapoã.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade