fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

PCDF prende pivô de tiroteio em Águas Claras

Suspeito armazenava 58 celulares, 36 porções de cocaína e R$ 16 mil reais em casa, provenientes de roubo a comércio no Guará

Willian Matos

Publicado

em

PUBLICIDADE

Willian Matos
redacao@grupojbr.com

O pivô do tiroteio que causou uma colisão entre três veículos na cidade de Águas Claras na noite da última terça-feira (27) foi preso em flagrante pela Polícia Civil do DF (PCDF) na madrugada desta quinta (28). Ele é suspeito de roubar um carro no Guará.

O roubo aconteceu em um comércio. Segundo a PCDF, dois homens entraram no local, ameaçaram as pessoas de morte, deram coronhadas e prenderam uma delas no banheiro, roubaram objetos pessoais, um carro modelo VW Jetta de cor branca e fugiram. Eles decidiram deixar o carro em Águas Claras “esfriando”, isto é, deixando o tempo passar para não dar pistas à polícia.

No entanto, os policiais da 9ª Delegacia de Polícia (Lago Norte) iniciaram buscas aos suspeitos e, por volta de 21h, um deles foi encontrado na rua 37 Sul de Águas Claras. Ele estava em outro carro (um GM Celta, cor prata). O motorista desobedeceu ordem de parada e, por isso, os agentes tiveram de atirar nos pneus do veículo.

Tiroteio causou medo e curiosidade nos moradores da região. Foto: Reprodução

A pequena perseguição causou uma colisão entre três veículos. Uma mulher que estava em um dos carros precisou ser levada ao Hospital Regional de Taguatinga (HRT). Não há informações sobre o estado de saúde dela.

Após os tiros, a polícia prendeu o suspeito, de 38 anos.

Itens roubados

Os policiais foram até a casa do autor, em Taguatinga. Lá, foram encontrados 58 aparelhos de celular novos, lacrados, e cerca de R$ 16 mil, provenientes do roubo ao comércio no Guará.

Drogas encontradas na casa do suspeito. Foto: Divulgação/PCDF

O suspeito também guardava 36 porções de cocaína, 11 porções de maconha, e, aproximadamente R$ 450.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade