fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

PCDF conclui investigação sobre vigilante esquartejado

O vigilante teria sido esquartejado e foi sedado e amarrado por casal, diz PCDF

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Por Paula Beatriz 

Nesta semana a Polícia Civil do Distrito Federal concluiu as investigações sobre o assassinato de Marcos Aurélio Rodrigues de Almeida.  Segundo a família de Marcos, ele desapareceu no dia 9 de novembro quando voltava do trabalho de segurança, no Setor de Industrias Gráficas.

Partes do corpo do homem foram encontradas no dia 11 de novembro em um bueiro da QR 325, em Samambaia Sul. Segundo a PCDF o vigilante de 32 anos foi morto e esquartejado por Giovane Michael Cardoso Alves, que está preso. O crime teria sido mandado por Rutiele Pereira Bersan, com quem a vitima se relacionou e que também está presa. 

A motivação do crime seria o fato da ex-namorada não aceitar o término do relacionamento e quando soube da reconciliação de Marcos com a noiva, a ex atraiu ele para sua casa. Segundo investigadores o vigilante foi sedado com medicamentos, teve os punhos amarrados e recebeu golpes de faca.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O corpo de Marcos Aurélio foi enterrado em 21 de novembro deste ano. Partes do corpo do vigilante estavam espalhadas em Samambaia, onde ele foi assassinado. A família resolveu fazer a cerimônia fúnebre mesmo sem ter encontrado a cabeça do homem.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade