fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

PCDF apura agressão de motorista de app contra passageira em Águas Claras

Motorista conta à polícia que houve agressão de ambas as partes, mas testemunhas desmentem e contam que o suspeito chegou a rasgar a própria camisa

Willian Matos

Publicado

em

PUBLICIDADE

A 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul) apura um caso de agressão em Águas Claras. Um motorista de aplicativo teria agredido uma passageira que entrou no carro com uma colega.

O caso aconteceu na tarde de sábado (5). Geraldina de Oliveira Araújo, 29 anos, se preparava para ir à comemoração do próprio aniversário. Ela estava com uma amiga e também portava balões. Quando ambas entraram no veículo, o motorista teria reclamado dos balões, alegando que os itens o atrapalhariam a dirigir.

Geraldina e a amiga, então, desceram do veículo. O motorista também desceu, furioso, e começou a agredir a passageira. As imagens, gravadas por câmeras de segurança da região, mostram parte da confusão:

 

O homem relata à polícia que Geraldina bateu a porta com força. Ela conta que teve de fechar a porta com o quadril, pois estava com as mãos ocupadas com os balões.

Testemunhas da agressão também prestaram depoimento. Todos disseram que só houve agressão por parte do motorista, e que ele chegou a rasgar a própria camisa. Um deles conta que o suspeito deu tapas no rosto da vítima e tentou tomar o celular dela.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul) investiga.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade