Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Passaportes de Luis Miranda são recolhidos pela Justiça

Como consequência de uma dívida de cerca de R$ 90 mil por um processo judicial de 2011, o TJDFT havia determinado a apreensão dos passaportes em agosto

Aline Rocha

Publicado

em

Foto: Agência Brasil
PUBLICIDADE

Aline Rocha
redacao@grupojbr.com

O deputado federal pelo DF, Luis Miranda, entregou seus passaportes (comum e diplomático) à Justiça nesta semana. Ainda não foi definido o prazo de retenção dos documentos, mas a decisão é do colegiado da 5ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), que se reúne semanalmente às quarta-feiras.

Como consequência de uma dívida de cerca de R$ 90 mil por um processo judicial de 2011, o TJDFT havia determinado a apreensão dos passaportes em agosto deste ano. Para o deputado, a decisão do tribunal é “um absurdo, além de açodada e descabida”. Miranda entrou com recurso, mas o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, rejeitou o pedido e manteve a ordem de recolhimento.

A justiça divulgou a entrega dos passaportes apenas nessa terça-feira (17), após o desembargador Josephá Francisco dos Santos negou o pedido da defesa do deputado por embargos de declaração. Para a defesa de Miranda, a decisão é “obscura”, já que não especificou qual dos passaportes deveria ser recolhido.

Mesmo se posicionando contra a ação, Miranda já havia afirmado que cumpriria a determinação. Por meio de nota, afirmou que “respeita a decisão da Justiça, mesmo já tendo indicado um bem como garantia de pagamento à parte que propôs a ação, desde a primeira instância”.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade