fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Pagamento do benefício Mobilidade Cidadã

Auxílio, de R$ 1.200, foi liberado para proprietários de ônibus e micro-ônibus ou veículos destinados ao transporte coletivo escolar ou turismo

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O Governo do Distrito Federal (GDF) fez nesta semana, dia 17, o pagamento do Programa Mobilidade Cidadã para cerca 1.707 proprietários de ônibus e micro-ônibus ou outros veículos destinados ao transporte coletivo escolar e de turismo. Receberam o benefício, no valor de R$ 1.200, os proprietários de veículos que prestam serviço mediante concessão ou permissão do poder público e se encontravam devidamente cadastrados em 31 de janeiro de 2020.

Agora em setembro, 1.584 condutores receberam a última parcela do programa. Já em outubro, 123 permissionários vão receber a terceira parcela, por terem começado a receber o benefício em agosto.

Pela a lei nº 6.621, de 11 de junho de 2020, que aprovou a concessão do auxílio financeiro do Mobilidade Cidadã, estava prevista a concessão de duas parcelas do benefício, ficando a critério do Poder Executivo o pagamento da terceira parcela. Assim, o GDF, baseado na norma, viabilizou mais uma parcela por reconhecer a real necessidade da categoria.

“Estes profissionais estão desde março com as atividades totalmente paralisadas, ficando sem renda para o sustento de suas famílias. Por isso o GDF tem trabalhado de forma integrada para minimizar as dificuldades impostas pela pandemia e o Programa Mobilidade Cidadã é a prova disso”, enfatiza a secretária de Desenvolvimento Social Mayara Rocha.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) é o órgão responsável pela gestão do programa, que foi criado como medida para diminuir as consequências do estado de calamidade pública no DF, em razão da pandemia do novo coronavírus. A lista dos beneficiários de transporte turístico e escolar reuniu cadastros fornecidos pela Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur) e pelo Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran/DF), respectivamente.

Neste mês, a folha de pagamento ficou em R$ 2.196.000. Desde julho, quando o programa foi lançado, já foram repassados cerca de R$ 6 milhões para crédito do auxílio, tendo como agente financeiro o Banco de Brasília (BRB).

As informações são da Agência Brasília




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade