fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Orçamento de 2020 no DF manterá equilíbrio entre saúde, educação, segurança, obras e atividades sociais

“Nós sabemos que neste momento em que estamos enfrentando uma pandemia a área social precisa de muita atenção”, disse o André Clemente

Catarina Lima

Publicado

em

Foto: Renato Alves/Agência Brasília
PUBLICIDADE

O secretário de Economia do Distrito Federal, André Clemente, destacou que a prioridade do governador Ibaneis Rocha no orçamento do DF para o ano de 2021 é manter o equilíbrio das políticas públicas nas áreas de saúde, educação, segurança, obras e atividades sociais. “Nós sabemos que neste momento em que estamos enfrentando uma pandemia a área social precisa de muita atenção”, disse o secretário.

Clemente destacou, no entanto, que nem todos os recursos podem ser concentrados na área social. Segundo o secretário, é preciso integrar as áreas econômica, de emprego, de empreendedorismo e de arrecadação tributária para financiar os gastos com o social. “Esse é um orçamento construído em bases reais, não é uma peça de ficção, visa equilibrar todas as políticas públicas, tudo aquilo que a população precisa que seja atendido”, explicou Clemente.

O projeto de lei orçamentária (Ploa) de 2021 foi enviado à Câmara Legislativa no dia 15 de setembro, com um orçamento previsto de R$ 44,1 bilhões, dos quais R$ 28,41 bilhões são provenientes dos recursos do DF e R$ 15,77 bilhões do Fundo Constitucional – recursos da União.

Demonstrando que a prioridade do governo são os setores de saúde, educação e segurança, as três áreas ficarão com 60% do valor proposto no Ploa, R$ 26,8 bilhões. A maior parte será destinada à educação, que ficará com R$ 9,93 bilhões, à segurança pública caberá R$ 8,64 bilhões e à saúde serão destinados R$ 8,29 bilhões.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Estamos apresentando um orçamento realista, capaz de viabilizar o atendimento das necessidades públicas e lastreado na responsabilidade fiscal, explicou o secretário André Clemente. De acordo com o GDF, o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do DF para 2021 é de 3,9%, acima da média nacional. O governador Ibaneis promete manter austeridade no gasto público em 2021. Também deverá permanecer o modelo desenvolvimentista de governar, em busca da geração de emprego e renda.

 




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade