fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

No Paranoá, jovem pulou de carro em movimento temendo ser estuprada

Mulher aceitou uma carona rumo à Rodoviária do Plano Piloto. Durante a corrida, suspeito desviou para uma estrada de terra e teria dito: “Fica quietinha”

Willian Matos

Publicado

em

PUBLICIDADE

No último domingo (17), uma jovem pulou de um carro em movimento após pegar uma carona e sofrer ameaças do motorista. A vítima, de 25 anos, estava em uma parada de ônibus da quadra 21 do Paranoá, quando o suspeito ofereceu o serviço de lotação com destino à Rodoviária do Plano Piloto.

Segundo relato da vítima, ela estranhou o carro estar vazio quando adentrou o veículo. Suspeitou também o fato de o homem, de 37 anos, não ter pego mais nenhum passageiro após sua entrada. Ela conta que o motorista disse a seguinte frase: “Tem carona que compensa”.

Ao chegar próximo ao balão que dá acesso à Barragem do Paranoá, o motorista desviou o caminho, pegando uma estrada de terra. Neste momento, ele teria dito, em tom de ameaça: “Fica quietinha”.

A jovem, então, decidiu pular do carro em movimento. Disse que o motorista fugiu do local, e que foi socorrida por um carro que vinha logo atrás, que a levou ao Hospital Regional do Paranoá (HRPa). Lá, ela recebeu curativos para os ferimentos que teve nas pernas por conta do salto do veículo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Vítima teve ferimentos nos joelhos. Foto: Divulgação/PCDF

O suspeito foi preso na tarde de segunda (18). Ele trabalha como motorista de aplicativo e dirigia um VW Gol alugado. A prisão foi realizada no momento em que devolvia o carro à locadora, no Riacho Fundo II.

Versão do suspeito

O homem conta que, no domingo (17), passou a madrugada toda trabalhando, totalizando mais de 24 horas. Disse que decidiu rodar pelo Paranoá fazendo serviço clandestino de lotação após seu celular descarregar, ficando impossibilitado de atuar como motorista de aplicativo.

Ainda de acordo com o suspeito, quando ele apanhou a vítima, seguiu rumo a Rodoviária. Ele conta que, depois do balão da DF-001, teria dormido ao volante e perdido a direção. Quando despertou, alguns segundos depois, desviou para a estrada de terra para não bater em outro veículo. 

Polícia Civil colheu o depoimento do suspeito na segunda (18). Foto: Divulgação/PCDF

Relato

A versão é confrontada pela vítima, que acredita ter evitado uma tentativa de estupro ao pular do carro. “Minha burrice foi entrar, porque eu estava sozinha. Mas, enfim, a gente pensa que nunca acontece com a gente, só com os outros”, comenta a jovem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Mandei mensagem para a minha mãe dizendo que eu estava em uma lotação com um cara estranho. Quando eu ia enviar a localização em tempo real, esse cara entrou comigo para o meio de um matagal e disse: ‘Fica quietinha’. Eu só tive uma reação. Deus me deu forças para pular com o veículo em movimento.”

 

Agora, a 6ª DP (Paranoá) cuida do caso. O suspeito está preso.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade