Siga o Jornal de Brasília

Cidades

No 1º Fórum BRICS-PED o DF busca investidores para parcerias público-privadas 

Secretários traçam estratégias para conquistar comitiva de 700 estrangeiros, que virão a Brasília em novembro

Publicado

em

Publicidade

Da Redação
redacao@grupojbr.com

Na manhã desta segunda-feira (14) uma equipe do primeiro escalão do Governo do Distrito Federal (GDF) esteve reunida com a organização do 1º Forum Brics-PED, que acontecerá em Brasília no dia 12 de novembro. O evento tem o objetivo de debater as possibilidades de desenvolvimento econômico entre os países membros Brasil, Índia, África do Sul, China e Rússia, e terá como tema Transporte sustentável e comércio.

Segundo os organizadores, o evento vai movimentar a cidade com a chegada de mais de 700 pessoas, entre empresários, representações governamentais e investidores. “Brasília é como um espelho para o país inteiro desde que foi criada e, essa será mais uma chance de seguirmos com essa vocação de modelo para o país”, avaliou o chefe da Casa Civil do DF, Valdetário Monteiro, ao destacar que o momento é de buscar parceiros para o financiamento de projetos como a privatização da CEB e do Metrô.

O secretário de Projetos Especiais, Everardo Gueiros destacou ainda que o fórum pode ser “uma grande chance para o surgimento de novas Parcerias Público Privadas (PPPs)”. Segundo ele, a pasta vai estudar o perfil dos investidores que vêm ao DF. “Vamos identificar quais as áreas de interesse para poder apresentar projetos que sejam convergentes”.

À frente da pasta de Desenvolvimento Econômico, o secretário Rui Coutinho também reforçou a necessidade de envolver os empresários locais tanto nos debates do 1º Fórum Brics-PED, como nas relações com os investidores estrangeiros. “Precisamos também identificar quem já se tem feito negócios com empresários dos países que integram o Brics, até mesmo para troca de experiências e construções de estratégias mais consolidadas”, frisou.

Para o secretário de Ciência e Tecnologia, Gilvan Máximo, a presença do empresariado chinês poderá cair como uma luva nesse momento. Isto porque a ideia dele é trazer para o Distrito Federal uma indústria automobilística de carros elétricos. “Queríamos ir a China apresentar o projeto dos carros elétricos compartilhados e agora eles estarão aqui. Quem sabe não encontramos um investidor?”

As ideias e propostas para conquistar empresários e investidores do Brics serão tema de pelo menos mais quatro encontros do grupo de secretários, que também conta com a participação das pastas de Turismo, Relações Institucionais, Relações Internacionais e a presidência do Banco de Brasília (BRB).

Com informações da Agência Brasília. 


Você pode gostar
Publicidade