fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Mulher é esfaqueada pelo ex-companheiro próximo ao Balão do Colorado

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Ana Lúcia Ferreira
ana.ferreira@grupojbr.com

Uma mulher de 45 anos foi esfaqueada manhã desta terça-feira (7), próximo ao Balão do Colorado. Maria da Luz Machado Pereira levou quatro facadas que atingiram o abdômen e o tórax, do seu ex-companheiro, Jucelino Sales dos Santos, de 50 anos.

O crime ocorreu por volta das 7h, quando a mulher seguia para o serviço, em um motel da região, onde trabalhava como camareira. A vítima foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) e encaminhada ao Hospital Regional de Sobradinho (HRS), consciente, orientada, porém, instável. Além das perfurações ela tinha escoriações pelo corpo.

Manchas de sangue no local do crime. Foto: imagem cedida ao JBr.

Após cometer o crime o homem ainda tentou fugir do local. Um funcionário dos Correios presenciou a ação jogou o carro em que estava contra o suspeito na tentativa de interromper as agressões. Ainda assim, Juscelino conseguiu correr.

Transeuntes seguiram o homem na tentativa de detê-lo, que acabou preso por Policiais Militares que passavam pela região.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Aos militares, Jucelino informou que, antes de esfaquear a mulher, ele teria discutido com ela. O casal ficou junto durante 26 anos e tem 3 filhos. Eles estavam separados há 2 meses.


Jucelino Sales dos Santos, autor do crime. Foto: Divulgação/PCDF
Arma utilizada no crime

O homem foi encaminhado para a 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá) que investiga o caso. Ele vai responder por tentativa de feminicídio.

10º feminicídio do ano

Somente neste ano, 10 mulheres foram mortas vítimas de feminicídio. O último caso, registrado nessa segunda-feira (6), foi da dona de casa
Jacqueline Pereira dos Santos, 39 anos, morta a facadas pelo ex-marido na Quadra Central 1 de Santa Maria.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Após cometer o crime o homem de 41 anos tirou a própria vida. De acordo com o delegado-chefe da 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria), Rodrigo Telho Correa, o crime foi motivado por ciúmes.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade