fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

MPDFT e PCDF prendem dois suspeitos de terem assassinado mulher no Recanto das Emas

De acordo com a polícia, a pele do rosto e o cabelo de Rubia foram removidos. Após o crime, o corpo foi abandonado em um matagal

Avatar

Publicado

em

Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

A Operação Agatha Christie, deflagrada pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) juntamente com a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), culminou na prisão de dois suspeitos de envolvimento no assassinado da diarista Rubia Alves Ferreira. A equipe envolvida na operação cumpriu dois mandados de prisão preventiva e dois de busca e apreensão na residência dos investigados.

O corpo da vítima foi encontrado em agosto, no Parque Leão, no Recanto das Emas. De acordo com a polícia, a pele do rosto e o cabelo de Rubia foram removidos. Após o crime, o corpo foi abandonado em um matagal.

A 4ª Promotoria de Justiça Criminal e do Tribunal do Júri do Recanto das Emas e a Seções de Crimes Violentos das 27ª e 32ª Delegacias de Polícia realizaram o trabalho de investigação.

Conforme o apurado, Rúbia havia se mudado de Luziânia (GO), a cerca de 60km de Brasília, para a capital federal. Ela também seria usuária de drogas e teria o costume de comprar entorpecentes no DF e no Entorno.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ainda segundo as investigações, os suspeitos teriam utilizado uma faca para matar a vítima. Na sequência, a arma foi jogada em uma lixeira e os suspeitos fugiram de bicicleta.

O corpo da mulher foi encontrado em 18 de agosto. O crânio estava sem pele ou traços de sangue. Os tecidos e o couro cabeludo foram removidos de forma cirúrgica.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade