Siga o Jornal de Brasília

Cidades

MPDFT acompanha duplicação da BR-080, em Brazlândia

Apenas em 2018, o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) contabilizou 141 ocorrências na região

Publicado

em

Da Redação
redacao@grupojbr.com

A Promotoria de Justiça de Brazlândia e a Rede Social da cidade vêm acompanhando a duplicação da DF-001/BR-080, no trecho do entroncamento com a DF-095 e a divisa de Goiás. O local registra um alto número de acidentes anualmente. Apenas em 2018, o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) contabilizou 141 ocorrências.

Após a morte do ex-deputado distrital, Juarezão, no último fim de semana, o movimento Duplica Já, formado por moradores da cidade, entregou um abaixo-assinado ao presidente Jair Bolsonaro na terça-feira (25), solicitando a duplicação da via.

De acordo com o coordenador da Promotoria de Justiça de Brazlândia, Higo Noboro Arakaki, o número de acidentes na região mostra que a duplicação é pedido antigo e justo da comunidade da região, e que beneficiará não só Brazlândia, mas toda a população do DF e das cidades do entorno.

O Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT) pediu ao Instituto Ambiental (Ibram), em 19 de maio, informações sobre o processo de licenciamento ambiental da obra de duplicação da DF-001, mas ainda não recebeu resposta. Em março, a instituição já tinha feito contato com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) e o Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER).

O DNIT informou que estava em elaboração a minuta de termo de referência para licitar o projeto para duplicação, implementação e restauração da rodovia. O DER manifestou interesse em duplicar a via e já tinha pedido à Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) a emissão de licença prévia.

Em 2018, o Dnit informou ao Ministério Público sobre a aprovação dos estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental (EVTEA), contratado em 2017. O documento servirá como base para absorção, implantação, pavimentação, adequação de capacidade, melhoria da segurança e eliminação de pontos críticos na rodovia.

Ainda em 2015, o MPDFT reuniu-se com o DNIT para reforçar a necessidade da ampliação viária e esclarecer à população sobre o andamento das ações desenvolvidas pelos órgãos competentes no processo de duplicação da BR-080. Naquele ano, foram realizadas obras de revitalização na rodovia, mas a aguardada duplicação ainda não tem previsão para ser realizada.

 

Com informações do MPDFT


Você pode gostar
Publicidade