fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Motoristas por aplicativos manifestam por mais paz e segurança

Nas janelas de alguns carros é possível ler o nome de aplicativos e as hashtags #todosunidos, #paz e #segurança

Aline Rocha

Publicado

em

PUBLICIDADE

Aline Rocha e Vítor Mendonça
[email protected]

Buzinaço e dizeres de luto marcaram a manifestação dos mais de 500 motoristas de aplicativo na tarde desta segunda-feira (14) em Taguatinga. O protesto acontece em solidariedade às mortes de dois prestadores de serviço enquanto trabalhavam para as empresas particulares de mobilidade urbana.

Henrique Fabiano Dias Coelho, 25 anos, foi morto no sábado (12) nas proximidades do Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) e Tiego Cavalcante, 28 anos, foi assassinado na Área de Desenvolvimento Econômico (ADE), em Samambaia, na noite da última sexta-feira (11).

A manifestação começou por volta das 13h30 no Taguaparque e segue em carreata para o cemitério Campo da Esperança de Taguatinga Centro. O trajeto iniciou por volta das 15h. A estimativa dos organizadores é que mil carros estejam participando da carreata. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A orientação da organização do ato é que os motoristas mantenham o aplicativo desligado até o fim da cerimônia fúnebre de Henrique, prevista para às 16h.

Com mensagens de luto e hashtags escritas nos vidros dos carros, os motoristas buzinam para chamar as autoridades. Nas janelas de alguns carros é possível ler o nome de aplicativos e as hashtags #todosunidos, #paz e #segurança. 

Na noite de domingo, por volta das 22h, os agentes das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), apreendeu os suspeitos de matarem Henrique, por asfixia. São dois adolescentes de 17 anos e outro de 14 que confessaram a ação contra o motorista. Os menores foram encontrados junto ao carro roubado na QE 30 do Guará, região onde residem.

Confira o vídeo: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

 




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade