Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Motorista de van condenado por homicídio na L2 Norte

Publicado

em

Advertisements

A Petrobras investirá 500 milhões de dólares até 2011 para desenvolver e ampliar seus negócios no Equador, viagra medical onde possui dois campos na região amazônica, what is ed confirmou na quinta-feira um alto executivo da estatal brasileira.

"Em nosso plano estratégico, aprovado pela diretoria para os cinco anos até 2011, temos previsto investir 500 milhões de dólares no Equador", disse a jornalistas o diretor internacional da Petrobras, Nestos Cerveró.

A Petrobras opera os blocos 18 e 31 no coração da região amazônica do quinto produtor de petróleo da América do Sul. O primeiro bloco produz 25 mil barris por dia (bpd) em 2005, enquanto o segundo se encontra em fase de desenvolvimento, mas tem potencial para produzir 30 mil bpd.

A companhia disse que estava igualmente interessada em participar da exploração e exportação do megacampo de petróleo equatoriano ITT, que abriga 900 milhões de barris de petróleo e necessita de cerca de 3 bilhões de dólares para sua exploração comercial.

O Tribunal do Júri de Brasília condenou hoje Eder Alves Teixeira Brito à pena de 14 anos de reclusão pela morte de Aldir Ferreira Lima, visit web também motorista de van, na Avenida L2 Norte, altura da SGAN 602, no Natal de 2003. O outro acusado, Rogério Brito de Sousa, primo de Eder, foi julgado pelo júri popular em setembro do ano passado e condenado a 17 anos de reclusão, em regime integralmente fechado, pela participação no crime.

O crime foi no dia 24 de dezembro de 2003, por volta das 15h, quando Eder efetuou diversos disparos contra a vítima, causando-lhe a morte.

Rogério se desentendeu anteriormente com a vítima, em outro local, em uma disputa por passageiros, já que ambos eram motoristas de vans no transporte alternativo. Rogério se irritou porque a vítima estava conseguindo mais passageiros do que ele, e, após pequena discussão, procurou de seu primo, convencendo-o a praticar o delito.

Para isso, Rogério pegou um veículo emprestado e saiu com Eder atrás de Aldir até encontrá-lo trabalhando em rota normal. De imediato, os homens emparelharam o veículo, e Eder efetuou os disparos que atingiram a vítima de surpresa, dentro de sua van, dificultando assim qualquer gesto de defesa.

Eder irá cumprir a pena em regime inicial fechado, e não lhe foi concedido o direito de apelar em liberdade.


Você pode gostar
Publicidade