Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Ministério Público denuncia homem que matou companheira a facadas no Itapoã

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) denunciou, nesta quarta-feira (12) Eduardo Gonçalves de Sousa, acusado de matar a companheira Maria Regina de Araújo e também de tentar matar o filho dela. O crime foi cometido na frente da filha do casal, de sete anos.

O assassinato ocorreu no último dia 26 de agosto. Maria Regina pretendia se separar de Eduardo, mas ele não admitia o fim do relacionamento. A denúncia do MPDFT narra que, aproveitando-se de um momento em que a vítima falava ao telefone, Eduardo armou-se com uma faca e desferiu quase 30 golpes na companheira, que morreu. A Promotoria de Justiça considera que o homicídio foi quadruplamente qualificado (feminicídio, motivo torpe, meio cruel e uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima).

Márcia Regina, morta a facadas no Itapoã em agosto de 2018. Foto: Reprodução

Eduardo também foi denunciado por tentativa de homicídio contra o filho da vítima. O jovem, de 21 anos, havia sido chamado pela irmã e chegou ao local do crime logo depois do assassinato da mãe. Para garantir sua impunidade, Eduardo tentou atingir o rapaz com golpes de faca. Ele lutou com o acusado e escapou da morte, apesar de ter sido atingido no braço.

Na ocasião, Eduardo conseguiu fugir. O MPDFT pediu à Justiça a decretação da prisão temporária, que foi deferida. Em caso de condenação, a pena poderá chegar a 50 anos de reclusão.

Fonte: MPDFT

Você pode gostar
Publicidade