Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Marina, idosa arrastada por carro de luxo, arrecada R$ 25 mil em vaquinha

Pessoas se comoveram com a crueldade e organizaram a arrecadação. Em três dias, R$ 27 mil foram somados

Willian Matos

Publicado

em

PUBLICIDADE

Willian Matos
redacao@grupojbr.com

A senhora Marina Izidoro de Morais, 63 anos, se recupera física e psicologicamente após ser arrastada por cerca de 100 metros enquanto trabalhava em festa junina em Taguatinga Sul. Para ajudar a vendedora, organizadores do portal Razões Para Acreditar organizaram uma vaquinha para ajudá-la, uma vez que ela perdeu o lucro daquele dia e terá que gastar com a recuperação. Até 12h desta terça-feira (18), R$ 27.430,00 foram arrecadados.

Além de vendedora de balões, Marina também é diarista. Pelos próximos dias, ela não conseguirá trabalhar por conta dos ferimentos causados no último sábado (15), quando foi arrastada. Ela contribui com o INSS, pois ainda não é aposentada.

As doações ultrapassaram a meta inicial dos criadores da vaquinha, que estipularam R$ 10 mil. Caso alguém queira doar, ainda tem os próximos 27 dias para tal. Quer ajudar Marina? Clique no link.

Motorista encontrado

O motorista da Mercedes-Benz Cla 45 AMG automática, de cor branca, que arrastou Marina por mais de 100 metros após a companheira dele reclamar do preço dos balões à venda (R$ 15 cada) se apresentou à 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga) nesta terça-feira (18). Willian Wesley Lelis Vieira entrou pela porta dos fundos da DP para prestar depoimento sobre o caso. Havia a dúvida se era ele quem estava dirigindo no momento do arrastão, mas a informação foi confirmada.

Relembre o caso

Marina Izidoro de Morais, 63, foi arrastada por cerca de 100 metros na noite de sábado (15), na Área Especial 1, em frente ao colégio Marista, Taguatinga Sul. A senhora estava vendendo balões no local quando o motorista do Mercedes-Benz (avaliada em R$ 220 mil) se aproximou dela e pediu três balões. Enquanto a vendedora separava os itens solicitados, a passageira, no banco do carona, reclamou do preço (R$ 15) e pediu um desconto.

Como Marina se recusou a vender o produto mais barato por ser revendedora, a mulher puxou os barbantes que prendiam os balões da mão da idosa e fechou o vidro. Nesse momento, Willian Wesley arrancou em alta velocidade arrastando Marina, uma vez que as cordas estavam presas ao braço dela. Após ela conseguir se desvencilhar do veículo, Willian fugiu do local.



Leia também
Publicidade