fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Manifestantes pró-armas ocupam Esplanada dos Ministérios

Caminhando pelo gramado central, grupo declara apoio ao presidente Jair Bolsonaro e alega que Poderes cometem interferências entre si

Willian Matos

Publicado

em

PUBLICIDADE

Manifestantes a favor da posse e do porte de armas se reuniram na Esplanada dos Ministérios na manhã desta quinta-feira (9). O grupo chamado Movimento Pró-Armas é quem organiza o ato.

Os manifestantes se concentraram em frente à Catedral e, por volta de 11h, desceram pelo gramado central em direção à Avenida das Bandeiras, acompanhados por um carro de som. O trânsito não foi interditado. Contudo, caso seja necessário alguma ocupação das vias, serão destinadas três faixas da esquerda.

Foto: Divulgação/PMDF

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) esteve presente na manifestação. Próximo ao meio-dia, Eduardo discursou aos manifestantes.

Pautas

Segundo o Movimento Pró-Armas, a manifestação busca lutar por quatro pautas. São elas:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
  • Manutenção e ampliação de direitos;
  • Apoio ao presidente Jair Bolsonaro e tripartição dos Poderes. Para o grupo, um Poder tem interferido no outro;
  • Cessamento de hostilidades direcionadas a atiradores esportivos, caçadores e pessoas simpatizantes de armas de fogo;
  • Direito de posse e porte de armas.

O grupo decidiu se vestir de branco para mostrar que trata-se de uma manifestação pacífica. Os manifestantes não querem ser associados a “sujeitos que cometem crimes, milicianos e traficantes de armas”. “Nos levantaremos contra isso. Mas como que isso é feito? Não é hostilizando a imprensa e atacando, sendo agressivos. É mostrando que somos pessoas pacíficas, que queremos apenas nosso direito respeitado. Nada além disso”, alega o movimento.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade