fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Mais luz para as escolas e quase 7 mil lâmpadas trocadas

O investimento do governo é de R$ 3,99 milhões na troca de 6.459 luminárias nas áreas escolares. Tudo dentro do programa Luz que Protege

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Mais visibilidade e maior segurança no perímetro escolar. Pensando nisso, a Companhia Energética de Brasília (CEB) concluiu a troca da iluminação pública que circunda escolas de 13 regiões administrativas (RAs) do DF. Uma medida contra a criminalidade e que representa uma significativa redução de gastos com energia.

O investimento do governo é de R$ 3,99 milhões na troca de 6.459 luminárias nas áreas escolares. Tudo dentro do programa Luz que Protege, que faz a substituição de lâmpadas convencionais, de vapor de sódio, pelas modernas, de LED. E que só trazem vantagens: maior luminosidade, gasto de 40 % a menos de energia e, ainda, durabilidade duas vezes maior que as antigas.

Um dos colégios mais tradicionais do Guará, o Centro de Ensino Médio 1 (CEM 1), também chamado de “GG”, está na lista dos beneficiados. A cidade, por sinal, é a que teve o maior número de postes com luzes trocadas: 1.552. Toda a verba investida é proveniente da Contribuição de Iluminação Pública (CIP) e de emendas parlamentares.

Ainda que as aulas presenciais estejam interrompidas pela pandemia, as atividades noturnas seguem no CEM 1. E, agora, mais claridade e sensação de segurança são a novidade no local. “Já tivemos muitos assaltos e arrombamento de carros, principalmente no estacionamento. Portanto, sempre pedimos por mais segurança e esse é um passo importante”, acredita a diretora da escola, Cynara Martins.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Trazer mais claridade, as pessoas circularem com mais tranquilidade, tudo isso é excelente”, complementa. As aulas de capoeira, futsal e o programa Ginástica nas Quadras já retornaram normalmente no GG. E a escola, que teve as dependências reformadas em junho, ganha de brinde também uma nova iluminação na pública em seu território. Cerca de 1,3 mil alunos estudam no local.

Eficientização na iluminação

Segundo o presidente da CEB, o Luz que Protege mapeia em conjunto com a Secretaria de Segurança Pública áreas sensíveis aos maiores índices de criminalidade e tráfego de pessoas. E, a partir daí, emplaca as melhorias. “Sabemos como é importante para os alunos, que representam as nossas futuras gerações, terem a segurança de caminhar até a escola com uma iluminação pública de qualidade, como as luminárias de LED fornecem”, lembra Edison Garcia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com Garcia, os investimentos giram em torno de R$ 10 milhões em 2020 nesse projeto, voltado para eficientização da iluminação pública. Áreas próximas a UPAs, hospitais públicos, feiras e praças também vêm sendo contemplados.

E além da fórmula “mais eficiência-menos consumo”, a luminosidade também é melhor para quem dirige. “A claridade é muito superior para aquele que procura um endereço, ou uma referência dentro do veículo. Não dá para comparar”, explica o diretor técnico de iluminação da CEB Holding, Fabiano Cardoso. “O objetivo é retomar em janeiro e estender às áreas escolares das outras RAs ainda não-atendidas”, finaliza o diretor.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As informações são da Agência Brasília




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade