fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Justiça determina que servidor transferido por interesse da Administração mantenha dois cargos

Além do cargo no Exército, o servidor também ocupa o cargo de Perito Médico Federal, vinculado ao Ministério da Economia

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A 1ª Vara Cível da SJ/DF determinou por meio de liminar que um servidor público da área pudesse continuar a exerver dois cargos de maneira lícita, mesmo ao ser transferido para outra cidade. De acordo com as informações , o homem atua como 1º Tenente Médico Anestesiologista do Exército Brasileiro e foi transferido devido a necessidade do trabalho e os interesses da Administração Pública, do estado do Amazonas para Pernambuco.

De acordo com o processo, além do cargo no Exército, o servidor também ocupa o cargo de Perito Médico Federal, vinculado ao Ministério da Economia, mas quando pediu transferência para Pernambuco teve seu pedido negado pelo Órgão.

O advogado especialista em direito administrativo que representou o servidor público no caso, Paulo Liporaci, diz que apesar de, em muitas situações, o direito do servidor ser evidente, as autoridades da Administração Pública têm se mostrado bastante inseguras em decidir e acabam praticando graves arbitrariedades contra os servidores.

“Se não fosse a atuação célere do Poder Judiciário, o servidor seria obrigado a se exonerar de um dos seus cargos. A melhor estratégia para que os servidores se defendam de ilegalidades como essa consiste em consultar profissionais capacitados, que possam oferecer orientações rápidas e consistentes”, ressalta Liporaci.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na decisão, a juíza Solange Salgado ainda destacou que, ao analisar o processo administrativo do pedido de remoção do servidor, não se constatou nenhum outro impedimento que não a recusa inicial da Administração Pública à remoção sustentada no interesse público. Mas, neste caso, segundo ela, o ato administrativo de transferência do servidor é vinculado e não discricionário.

“Não há de se falar em oposição de eventual interesse da Administração em sentido contrário ao pleito do autor”, afirma.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade