Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Ipês começam a florir e encantar

As árvores, que são consideradas símbolo da capital, começam a florar junto com o inverno

Larissa Galli
[email protected]

Dias ensolarados e frios, de céu azul anil e um entardecer de arrancar suspiros de todos os moradores de Brasília. A época do inverno e da seca é difícil para os brasilienses por causa da baixa umidade do ar, mas não há como ignorar todas as belezas que traz consigo. Entre elas estão os vários ipês floridos pelas ruas da capital.

Os ipês fazem parte dos tradicionais cartões-postais da cidade, como a Esplanada dos Ministérios e Catedral de Brasília. Eles também estão na Universidade de Brasília (UnB), nas entrequadras e nos eixinhos da Asa Sul e Norte, transformando o asfaltos e as calçadas em grandes tapetes de flores. Longe do Plano Piloto, os ipês colorem cidades como Guará, Sobradinho, Águas Claras, entre outras.

Explosão de cores

Os primeiros ipês a florescer são os roxos, em junho. Em seguida, as flores dos ipês amarelos desabrocham, em julho, e, a partir de agosto, os ipês brancos e rosas passam a embelezar o Distrito Federal. Por último, o ipê verde floresce em dezembro.

O plantio dessas árvores em Brasília é de responsabilidade da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap). Segundo o órgão, existem mais de 600 mil pés de ipês plantados. Somente no Plano Piloto são aproximadamente 200 mil exemplares da espécie. A cada ano, a Companhia planta entre 20 e 25 mil ipês de cores variadas.

De acordo com Raimundo Silva, Chefe do Departamento de Parques e Jardins da Novacap, os ipês são importantes elementos da identidade da cidade. “Eles são a árvore símbolo de Brasília. Quando começam a florescer, transformam a capital em uma cidade florida, com um verdadeiro jardim de flores ao longo das vias do Plano Piloto e Regiões Administrativas”, conta.

Todas as mudas de árvores e flores plantadas pela Novacap no DF são provenientes dos viveiros da Companhia, que também vende a preço de produção os pés excedentes para quem quiser ter seu ipê em casa.

Muitas fotos e encantos

Nessa época, os ipês viram protagonistas no feed e nos stories do Instagram dos brasilienses. É comum passar pelas ruas da cidade e ver pedestres tirando fotos dos belos ipês da cidade, ou apenas admirando a beleza das árvores. Todo ano, o servidor público David Leipnitz, de 33 anos, compartilha fotos dos ipês em suas redes sociais.

“Brinco que sou um ‘caçador de ipês’. Lugares antes nunca percebidos, da noite para o dia, tornam-se coloridos e contrastantes com o verde ainda em abundância e o céu azul do Planalto Central”, afirma David. “A floração dos ipês restaura todos os anos nosso amor pela cidade e nossa identidade como brasilienses, que vai muito além de política”, completa.

A internacionalista Larissa Eloia, de 23 anos, se declara fã de carteirinha de Brasília e fica ainda mais encantada com a cidade nesta época do ano. “Fico admirada com as cores e flores dos ipês que colorem e dão mais vida ainda às paisagens de Brasília”, declara. “Parece que tudo se encaixa perfeitamente: o céu azul com o roxo dos ipês em uma harmonia sem igual, é realmente um espetáculo da natureza”, completa.

Você pode gostar
Publicidade