fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

IGES-DF faz reformas no Hospital de Base para atender casos da Covid-19

Para evitar cruzamento de fluxos, alas foram separadas e tenda foi montada no ambulatório do HB

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGESDF) tem se mantido firme em sua visão de “Ser e expandir o modelo de gestão em saúde, ensino e pesquisa que melhor cuida de pessoas no Brasil”.

Mesmo em plena pandemia mundial, a instituição tem somado esforços para que os serviços de referência nas unidades de saúde que compõem o IGESDF não deixem de ser prestados de forma efetiva para a população.

Prova disso é a ampliação na capacidade de atendimento do Centro de Trauma do Hospital de Base (HB), conforme explica o diretor-presidente do IGESDF, Sérgio Costa.

“A fim de disponibilizarmos um número maior de vagas para os pacientes de trauma, foram criadas mais uma Sala Vermelha para atendimentos graves, uma Sala Laranja para pacientes do trauma sem estabilidade e uma Sala Amarela, a fim de ampliarmos nosso potencial para os acolhimentos”, destaca.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Além disso, Sérgio Costa salienta que, com algumas adequações, o Pronto-Socorro do Base continua dando suporte para os cidadãos com enfermidades referenciadas que chegam à unidade de saúde.

“A ala sul do Pronto-Socorro está sendo preparada e destinada ao atendimento exclusivo de pacientes do trauma ou oncológicos acometidos pela Covid-19. Na ala norte, os pacientes que precisam de atendimento em medicina interna referenciada para oncologia e hematologia em situações de urgência e emergência e as outras especialidades já atendidas pelo Base, continuam sendo assistidos. Além disso, todo o ambiente está organizado para que não haja cruzamento de fluxos entre as alas”, completa.

Para o complemento do atendimento das especialidades do Pronto-Socorro uma tenda foi montada no ambulatório, para o Pronto Atendimento 24h das especialidades de Ortopedia, Onco-hematologia, Oftalmologia, Otorrinolaringologia e Urologia. Além disso, o espaço conta com sala de acolhimento, classificação de risco, box de emergência com dois leitos, banheiros e espaço para espera.

“Também montamos no ambulatório, uma sala exclusiva com cinco leitos para pacientes da Neurocardiologia a fim de que os doentes não fiquem expostos a outras patologias”, conta Sérgio.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ademais, o IGESDF tem trabalhado firme tanto na aquisição de equipamentos de proteção individual para os colaboradores, quanto no treinamento do uso adequado dos paramentos.

“A missão do IGESDF aponta claramente para o gerenciamento estratégico dos serviços de saúde no SUS. E isso está retratado em um trabalho cooperativo e comprometido de profissionais que atuam com garra no enfrentamento de uma das maiores crises mundiais de saúde pública e que, certamente, nos deixará ainda mais unidos e atuantes na busca pela excelência na prestação de nossos serviços”, finaliza o diretor-presidente.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade