Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Iges-DF: ação para ampliar captação de recursos promovida

Governador em exercício, Paco Britto faz abertura do Café com Projetos, que consiste em treinar gestores para estratégias de arrecadação

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A primeira edição do Café com Projetos, iniciativa do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) que tem como objetivo treinar gestores para ampliar a captação de emendas parlamentares destinadas às 15 metas 2019/2020 (veja quais são ao final desta matéria) aconteceu nesta terça-feira (10). Os recursos foram apresentados para melhorar os serviços públicos de saúde no Hospital de Base (HB), no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) e nas seis Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do DF.

“O apoio de deputados distritais por meio de emendas é fundamental para alavancar os projetos que estão sendo desenvolvidos na área da saúde. Essa é uma oportunidade ímpar para impactar na vida da população, porque são projetos que envolvem desde a construção de uma subestação no Hospital de Base até melhorias do serviço de oncologia”, ressaltou o governador em exercício, Paco Britto, que fez a abertura do evento.

O diretor de Administração do Iges-DF, general Gislei Morais de Oliveira, destacou que a maior parte dos recursos recebidos pelo instituto é para custear gastos. Portanto, acrescentou o dirigente, buscar aporte financeiro para investimentos tem sido um dos focos dos gestores. “No final de 2020 seremos outro instituto, porque teremos uma nova estrutura”, ressaltou.

O assessor de Relações Institucionais, Ramon Lopes, destacou que a captação de recursos envolve muitos passos burocráticos, de mofo que a fase de projetos é o maior ponto crítico dentro da administração pública atualmente. “Contudo, o Iges-DF, por ser um modelo mais ágil, está à frente porque elaborou um portfólio com 15 metas já com projetos prontos para serem executados”, concluiu.

Para o presidente do Iges-DF, Francisco Araújo, os projetos são fundamentais para o êxito da gestão. “Não podemos prescindir de projetos técnicos bem elaborados, sob pena de cometer erros do passado quando recursos destinados para obras, por exemplo, não eram investidos por não haver projeto. Temos que planejar e executar da melhor forma possível”, declarou.

Conheça as metas 2019/2020:

1 – Programa de eficiência energética e construção de nova subestação elétrica

2 – Reestruturação do Núcleo de Medicina Nuclear com instalação do Pet-CT

3 – Reestruturação dos serviços de radiologia com modernização do parque tecnológico

4 – Reestruturação e ampliação dos serviços de radioterapia e oncologia

5 – Reforma do bloco de emergência do Hospital de Base (pronto-socorro, centro cirúrgico e UTI)

6 – Abertura de seis novas UPAs e habilitação de todas as unidades

7 – Reestruturação da unidade de psiquiatria

8 – Programa de eficiência em logística

9 – Modernização do parque tecnológico da hemodiálise

10 – Reforma e adequação da Central de Manipulação de Quimioterápicos

11 – Implantação de plataforma de ensino à distância no Hospital de Base

12 – Implantação de novos sistemas de prontuário eletrônico e de gestão em toda a rede do Iges-DF

13 – Implementação do Projeto Humanizar

14 – Implantação de simulação realística

15 – Acreditação – Organização Nacional de Acreditação (ONA)

Com informações da Agência Brasília.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade