Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Homem preso após perseguição integrava a Comboio do Cão, segundo PMDF

Comboio do Cão é a maior facção criminosa do Distrito Federal. Na segunda (21), suspeito foi preso no Riacho Fundo após tentar fugir da polícia

Publicado

em

Publicidade

Willian Matos
redacao@grupojbr.com

O homem preso na última segunda-feira (21), no Riacho Fundo I, após perseguição da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), faz parte da maior facção criminosa da capital, a Comboio do Cão. A informação é da própria corporação.

O suspeito tem 16 passagens pela polícia, pelos crimes de homicídio, explosão de caixas eletrônicos, roubo de carga, furto, entre outros. Ele tem 28 anos e, ainda de acordo com a PMDF, tem pós-graduação em área do Direito.

Perseguição

Conduzindo um veículo Hyundai HB 20, o suspeito e uma mulher fugiram da polícia quando perceberam a presença de uma viatura na ADE de Águas Claras. A partir daí, iniciou-se a perseguição.

Realizando manobras bruscas em meio a outros veículos, o suspeito fugiu rumo ao Riacho Fundo e foi alcançado na QS 6, conjunto 3, por volta de 18h. Veja:

O carro havia sido roubado no dia 10 de agosto deste ano. Nele, os militares encontraram uma pistola israelense com 15 munições intactas. Ele foi preso e levado à 27ª Delegacia de Polícia (Riacho Fundo I). A mulher que aparece nas imagens não ficou presa.


Você pode gostar
Publicidade