Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Governo mantém projeto de viaduto que caiu no Eixão e contraria Iphan

Publicado

em

Publicidade

Raphaella Sconetto
raphaella.sconetto@grupojbr.com

O Governo do Distrito Federal manterá, por enquanto, o projeto para a reconstrução e reforma do viaduto do Eixão Sul, que desabou no início de fevereiro. O impasse surgiu após o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) recomendar um novo projeto. Para o instituto, a proposta do governo altera a arquitetura original e compromete a integridade arquitetônica e urbanística.

Leia também: Iphan reprova projeto do GDF para reforma de viaduto por ferir tombamento

O secretário da Casa Civil, Sérgio Sampaio, defendeu o projeto do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) e da Nova Companhia Urbanizadora (Novacap) com base na segurança do viaduto. “Embora respeitemos as atribuições do Iphan, entendemos que a questão primordial é a segurança. Então, manteremos este nosso ponto de vista e o defenderemos junto ao Iphan”, alega.

De acordo com Sampaio, equipes de engenharia do governo podem se sentir inseguras caso o projeto tenha de ser modificado. O impasse é em relação ao alargamento dos pilares do viaduto.

“Eles não se sentiriam seguros em reproduzir o conjunto do viaduto tal qual foi concebido há 60 anos. Hoje ele cumpre papel diferenciado. O número de veículos que se estimou na época é outro atualmente. A própria norma técnica atual recomendaria outra solução para aguentar esse tráfego”, aponta.

Questionado sobre o tempo que pode levar para que o viaduto seja entregue à população, o secretário da Casa Civil disse que o governo depende do Iphan para lançar a licitação das obras.

“Se houver um impasse, claro que pode impactar o cronograma. A expectativa de é que, a partir da licitação, demore em torno de quatro e cinco meses”, diz.
Amanhã o Executivo terá uma reunião com a equipe técnica do Iphan para defender a proposta de reforma e reconstrução do viaduto.

Aguarde mais informações.


Você pode gostar
Publicidade