fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

GDF pode firmar convênios para suprir demanda por creches

Aline Rocha

Publicado

em

PUBLICIDADE

Da Redação
radacao@grupojbr.com

A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) lançou, nesta segunda-feira (22), a Frente Parlamentar da Primeira Infância. A Frente tem como objetivo reunir esforços em defesa de políticas públicas e ações voltadas a crianças de zero a seis anos.

Ana Paula Hoff, primeira-dama em exercício, participou do lançamento do colegiado e afirmou que o governo está empenhado em atender a demanda por vagas em creches. “Há uma grave carência de creches e serviços voltados à primeira infância que o governo pretende suprir por meio de convênios com o terceiro setor. A proposta não é apenas abrigar as crianças, mas principalmente ajudar no desenvolvimento de todas elas, com estímulo adequado e cuidado”, afirmou Ana Paula.

A primeira-dama acredita que a primeira infância exige atenção especial da sociedade, por ser uma das etapas mais importantes para formação do ser humano. “É nessa fase que se forma a personalidade e a criança inicia o processo de aprendizagem. Por isto, exige uma dedicação muito grande não apenas dos pais, mas de toda a sociedade”, explica.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Júlia Lucy, deputada distrital, autora da iniciativa e presidente do novo colegiado, acredita na importância das creches, principalmente voltadas para famílias menos favorecidas. “As crianças que têm recursos vão para creches onde podem desenvolver seu potencial. Enquanto isso, quem nasce em lares onde a dificuldade econômica é grande, não tem acesso ao ensino de qualidade. Isso não é justo e faz com que, no futuro, a concorrência entre esses brasileiros seja desleal”, exemplificou.

Por meio de dados e pesquisas internacionais, Júlia Lucy destacou que crianças estimuladas na primeira infância são menos propensas a criminalidade e, quando adultos, têm acesso a melhores empregos. “Cada dólar investido na primeira infância, sete outros dólares são economizados em um período de cinco anos. Ou seja, direcionar recursos públicos para essa fase da vida não significa gastar; significa investir”.

De acordo com a deputada, a Frente quer se tornar um agregador de ideias e projetos que empurrem o Distrito Federal para a vanguarda. “Muito além de mais vagas em creches, vamos defender políticas e ações de atenção às crianças, no sentido mais amplo o possível da expressão”.

Durante a sessão solene, outros assuntos foram destacados como o acolhimento da profissional mãe no mercado de trabalho; o planejamento familiar; melhoria nos serviços de saúde do neonatal a infância; e a destinação das emendas parlamentares destinadas com exclusividade para a educação infantil.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade